Transição Socialista
   

Balanço das eleições bolivianas, por MST-Bolívia

25.10.2020

Reproduzimos abaixo balanço eleitoral publicado pelos companheiros da organização Movimiento Socialista de los Trabajadores (MST), da Bolívia (organização trotskista, antiga seção da LIT-QI).


19.10.2020

O papel dos comunistas nestas eleições

As eleições municipais acontecerão sob o signo da crise: sanitária, política e, sobretudo, econômica, que arrasta milhares de trabalhadores para o desemprego e para a miséria. Nessas circunstâncias, qual papel cabe aos revolucionários nestas eleições? Defender essencialmente as mesmas propostas que os oportunistas, ou apontar um novo caminho?


11.10.2020

Crítica ao programa eleitoral do PSTU – parte 3

Esta é a terceira e última parte da crítica às posições eleitorais apresentadas pelo PSTU nestas eleições. Nesta parte do texto buscamos mostrar como a concepção de longo prazo do PSTU, propriamente estatista, contraria as posições dos clássicos do marxismo sobre o Estado.


11.10.2020

Crítica ao programa eleitoral do PSTU – parte 2

Esta é a segunda parte do texto de crítica ao programa eleitoral apresentado pelo PSTU nestas eleições. Nesta segunda parte, trataremos detalhadamente das propostas de curto prazo apresentadas pelo PSTU para uma “gestão socialista”


11.10.2020

Crítica ao programa eleitoral do PSTU – parte 1

O Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados (PSTU) lançou há poucos dias dois materiais para orientar suas campanhas eleitorais municipais.Comentaremos detalhadamente as posições aí apresentadas e buscaremos demonstrar como são contrárias às formulações clássicas do marxismo. Como a crítica necessita ser detalhada, a dividiremos em três partes. A primeira, agora publicada, trata de concepções mais gerais, sobre estratégia comunista.


O CORNETA

A voz da peãozada!

O Corneta nasceu em 1985 como boletim interno de uma fábrica metalúrgica da zona oeste de São Paulo, a Colúmbia. Nasceu na luta pela construção de uma comissão de fábrica, nasceu na luta que desembocou em julho daquele ano em uma greve com ocupação por cerca de um mês. De lá pra cá se passaram 31 anos e vamos adiante!


TERRITÓRIO LIVRE

Juventude da organização Transição Socialista

Cresce o desemprego, o custo de vida e a vontade de gritar BASTA! Nós do Território Livre defendemos que é possível sim mudar toda essa miséria. Nos organizamos, estudamos o que a escola e a universidade não nos ensinam, pensamos por nós mesmos. Apoiamos hoje a luta dos trabalhadores, porque mais tarde os trabalhadores seremos nós.