Transição Socialista

Conjuntura

09.12.2020 - Editoriais

Não existe partido de esquerda no Brasil

Não existe realmente um partido de esquerda no Brasil. Para entender isso é necessário compreender o significado dos termos “esquerda” e “direita” ao longo da história, bem como aplicar o significado real (atual) para os partidos hoje existentes.

08.12.2020 - Editoriais Produções teóricas

Quem somos

A Transição Socialista (TS) é uma organização política que luta pela emancipação dos trabalhadores contra a exploração da ordem capitalista. Nosso nome faz alusão: ao histórico do grupo e trajetória de seus mais antigos camaradas da década de 1980; à necessidade explícita do socialismo; e à defesa do programa histórico da IV Internacional, o Programa de Transição de Trotsky, que reivindicamos.

28.11.2020 - Centro de Formação Negação da Negação Editoriais Produções teóricas

Viva Engels!

Neste sábado, 28 de novembro, completam-se 200 anos do nascimento do revolucionário alemão Friedrich Engels, amigo e colaborador de Karl Marx por toda a vida. Ambos são considerados os fundadores do socialismo revolucionário. Aqui destacamos brevemente a importância de Engels nesse processo.

27.11.2020 - Conjuntura Editoriais

PSTU naufraga nas eleições de 2020

O PSTU naufragou neste pleito. Seus resultados foram muito menores do que nos últimos anos e sua política no segundo turno foi capitulacionista. Tais problemas, expressões agudas da falta de programa revolucionário, demarcam que o PSTU não terá protagonismo na futura reorganização dos revolucionários.

18.11.2020 - Conjuntura Editoriais

Liberdade imediata a Rodney Álvarez!

Texto enviado pela TS para a manifestação pela liberdade de Rodney Álvarez em frente à embaixada venezuelana na Argentina nesta quarta, 18 de novembro de 2020.

18.11.2020 - Conjuntura Editoriais

Nem Manuela, nem Melo! Vote nulo em Porto Alegre!

Manuela D’Ávila não é alternativa de esquerda em Porto Alegre. É apenas a nova cara da política petista, que trouxe a classe trabalhadora à situação de desorganização e impotência frente ao capital. Para criar uma alternativa revolucionária, é necessário outro caminho, absolutamente diferente, que parte do voto nulo nesta eleição!

17.11.2020 - Conjuntura Editoriais

O bolsonarismo é um tigre de papel

A “onda bolsonarista” se mostrou uma marolinha. Nada se confirmou da “tendência fascista”. A “onda bolsonarista” durou dois anos, menos que a “onda” do oportunismo petista. Esta foi mais profunda e teve um caráter mais nefasto para a luta da classe trabalhadora do que as patetadas bolsonaristas.

17.11.2020 - Conjuntura Editoriais

Boulos = Covas! Vote nulo!

Qualquer um que tenha visto o primeiro debate de segundo turno, nesta segunda-feira 16/11, notou que Boulos e Covas são variações do mesmo tema. Acrescentamos: um tema burguês que se volta contra os trabalhadores. Não daremos qualquer apoio ao petista enrustido Boulos. Chamamos os que lutam pelo socialismo a não cair em sua charlatanice e a votar nulo neste segundo turno em São Paulo. Só assim se organiza a classe trabalhadora a resistir de verdade aos ataques capitalistas de um possível governo seu.

10.11.2020 - Conjuntura Editoriais

Os que respiram aliviados com a vitória de Biden

Frente à eleição de Biden, nada temos a dizer – pois não faz sentido – sobre o que significará seu governo. Nada de relevante mudará na política dos EUA. Cabe-nos analisar porque toda a “esquerda” brasileira e latino-americana, uma vez mais, capitula e respira “aliviada” com o novo presidente.

25.10.2020 - Conjuntura Editoriais

Balanço das eleições bolivianas, por MST-Bolívia

Reproduzimos abaixo balanço eleitoral publicado pelos companheiros da organização Movimiento Socialista de los Trabajadores (MST), da Bolívia (organização trotskista, antiga seção da LIT-QI).

19.10.2020 - Editoriais

O papel dos comunistas nestas eleições

As eleições municipais acontecerão sob o signo da crise: sanitária, política e, sobretudo, econômica, que arrasta milhares de trabalhadores para o desemprego e para a miséria. Nessas circunstâncias, qual papel cabe aos revolucionários nestas eleições? Defender essencialmente as mesmas propostas que os oportunistas, ou apontar um novo caminho?

11.10.2020 - Editoriais Produções teóricas

Crítica ao programa eleitoral do PSTU – parte 3

Esta é a terceira e última parte da crítica às posições eleitorais apresentadas pelo PSTU nestas eleições. Nesta parte do texto buscamos mostrar como a concepção de longo prazo do PSTU, propriamente estatista, contraria as posições dos clássicos do marxismo sobre o Estado.

11.10.2020 - Editoriais Produções teóricas

Crítica ao programa eleitoral do PSTU – parte 2

Esta é a segunda parte do texto de crítica ao programa eleitoral apresentado pelo PSTU nestas eleições. Nesta segunda parte, trataremos detalhadamente das propostas de curto prazo apresentadas pelo PSTU para uma “gestão socialista”

11.10.2020 - Editoriais Produções teóricas

Crítica ao programa eleitoral do PSTU – parte 1

O PSTU lançou há poucos dias dois materiais para orientar suas campanhas eleitorais municipais. Comentaremos detalhadamente as posições aí apresentadas e buscaremos demonstrar como são contrárias às formulações clássicas do marxismo. Como a crítica necessita ser detalhada, a dividiremos em três partes. A primeira trata de concepções mais gerais, sobre estratégia comunista.

04.10.2020 - Editoriais

Pela criação de um polo revolucionário: vote no PSTU!

Nas cidades em que atuamos, nós, da Transição Socialista, orientamos nossa militância a votar nos candidatos do PSTU. Recomendamos também todos os que nos acompanham, leitores e companheiros de caminhada, a fazerem o mesmo.

03.10.2020 - Conjuntura Editoriais

Valério Arcary, o catalisador

Reproduzimos texto de Hector Benoit em resposta ao artigo “Por que a candidatura Boulos/Erundina é um catalisador eleitoral?”, de Valério Arcary, publicado na revista Fórum em 24/09/2020.

03.10.2020 - Editoriais

Boulos: idiotização da política e petismo fora de época

O programa de Boulos não é capaz de dar qualquer saída revolucionária para a classe trabalhadora, e servirá como mais um braço da ordem burguesa. Não vote em Boulos! Não ajude a criar mais uma farsa traidora da classe trabalhadora!

22.09.2020 - Editoriais

Inflação: baixar preços ou reajustar salários?

A inflação de produtos básicos coloca novamente a esquerda brasileira num dilema. É necessária uma política burguesa ou pequeno-burguesa, de controle de preços de mercadorias, ou uma política propriamente proletária, de reajuste salarial conforme a inflação?

16.09.2020 - Grupos de Estudo Podcasts

Grupo de estudo: Marx e o Estado

O segundo ciclo dos nossos grupos de estudo, chamado “Marx e o Estado”, discutirá as concepções de Marx sobre o Estado, mostrando, com base na leitura rigorosa dos textos do autor, como elas destoam, em grande medida, da maior parte das concepções predominantes da esquerda sobre o papel do Estado.

08.09.2020 - Editoriais

A greve da Embraer e a responsabilidade histórica da Conlutas e do PSTU

As 2500 demissões na EMBRAER são um sinal claro do que o capitalismo reserva aos operários brasileiros na gigantesca crise que se abre. Companheiros do PSTU: é hora de desengavetar o Programa de Transição!

13.08.2020 - Conjuntura Editoriais

Bolsonaro quer Lula candidato e Moro condenado

O mais novo capítulo do bolsolulismo consiste em tornar Lula elegível e Moro inelegível. Cumpre-se assim o programa de Romero Jucá: estancar a Lava-Jato pra salvar Lula e assim salvar todo mundo.

05.08.2020 - Conjuntura O Corneta

Operários em greve na Renault contra o facão!

Os trabalhadores de São José dos Pinhais, no Paraná, decidiram dar um basta em tanto descaso depois do anúncio de novas 747 demissões, iniciando a greve no dia 21 de julho. Um operário da Renault que foi demitido, do setor de montagem, terceiro turno,  atendeu o Corneta e respondeu nossas perguntas.

05.08.2020 - Conjuntura O Corneta

Renault: entrevista com professora do Paraná

O Corneta conversou com Samara, professora no Paraná e integrante do Movimento Mulheres em Luta (CSP Conlutas) que está acompanhando e atuando em apoio à greve dos operários da Renault.

30.07.2020 - Conjuntura O Corneta

Renault: não às demissões! É greve!

O corneta A Renault demitiu 747 trabalhadores da sua fábrica de São José dos Pinhais (PR) e decidiu suspender o terceiro turno de trabalho. Como resposta, os trabalhadores entraram em greve! Os operários da Renault estão firmes na sua disposição de não aceitar ataques às suas condições de vida: recusaram […]

27.07.2020 - Conjuntura

Entrevista: a situação dos entregadores de aplicativo na Argentina

No dia primeiro de julho, entregadores de diversas cidades do Brasil paralisaram para enfrentar as condições de trabalho precárias impostas pelas empresas de aplicativo. Como parte do esforço de apoio da mobilização, a TS entrevistou Maxi, entregador argentino organizado na FIT. Ainda que mantenhamos diferença com esses companheiros, aproveitamos a nova paralisação do último dia 25 para divulgar o texto da entrevista, pois o avanço da luta é de interesse de todos nós trabalhadores.

27.07.2020 - Conjuntura Editoriais

Saiam do PSOL!

As prévias do PSOL confirmaram o que anunciamos em 2018: com Boulos se cristalizou o rumo ao oportunismo e à lógica parlamentar-petista. Os lutadores honestos deveriam sair do PSOL, em vez de dar cobertura de esquerda ao oportunismo. Chamamos os lutadores à discussão por uma nova organização política nacional.

22.07.2020 - Conjuntura O Corneta

Entregadores sofrem repressão e marcam nova paralisação

Em manifestação de entregadores de aplicativo em São Paulo realizada no dia 14, a Polícia Militar agiu de forma truculenta contra os manifestantes.

22.07.2020 - Conjuntura O Corneta

Gol Linhas Aéreas marca mais um gol contra seus trabalhadores

O Corneta O Corneta vem recebendo muitas denúncias contra a Gol Linhas Aéreas, vindas de todo o país. É problema de pagamento durante a pandemia, e funcionário precisando usar o convênio e tendo que tirar do bolso, é imposição de cortes, de planos de demissão voluntária, enfim, a empresa só […]

15.07.2020 - Conjuntura Editoriais

“Esquerda” exige o que burgueses peronistas já fazem na Argentina

A confusão continua reinando em setores da “esquerda” que, em meio à crise, defendem que o governo faça um “decreto” garantindo a estabilidade nos empregos. É cópia do que os burgueses argentinos já fazem – e a medida se revela, no final das contas, contrária à classe trabalhadora.

30.06.2020 - Conjuntura Editoriais

O marco sanitário, a privatização e a “esquerda”

A aprovação do novo marco sanitário pelo Senado gerou polêmica na “esquerda” brasileira. A maioria repudiou, com discurso estatista-keynesiano. Mas o que Marx achava da dicotomia “público” versus “privado”? Não seria essa dicotomia mais uma expressão da miséria programática da “esquerda”?

09.06.2020 - Grupos de Estudo Podcasts

Grupo de estudo: Marx, teoria e história

O ciclo de formação “Marx, Teoria e História”, é uma apresentação às obras de Marx, que abordará tanto o desenvolvimento do seu pensamento, noções sobre sua teoria da história e sobre a determinação do programa revolucionário.

07.06.2020 - Conjuntura O Corneta

GOL aproveita pandemia para massacrar trabalhadores

Recebemos denúncias de aeroviários que estão sofrendo com novos ataques das empresas, e nos contam o que as elas estão tramando para depois do fim da validade da nova MP 936. Um aeroviário que trabalha na Gol linhas aéreas denunciou ao Corneta que a empresa cortou o vale-refeição dos trabalhadores […]

05.06.2020 - Conjuntura Editoriais

Estados Unidos em chamas

O negro americano George Floyd perdeu seu emprego devido à pandemia do coronavírus. Pouco depois, foi acusado de usar uma nota falsa de 20 dólares para comprar cigarro. Perseguido pela polícia, foi controlado e asfixiado até a morte. Eis o retrato perfeito da situação explosiva em que vivemos.

03.06.2020 - Conjuntura Editoriais

Não cair na lorota de salvar a democracia burguesa

É hora de ir às ruas! O “Fora Bolsonaro” é a palavra de ordem que deve ser erguida, junto com a defesa de empregos e salários. Isso pode trazer amplos setores às ruas, e não a defesa abstrata da “democracia”.

29.05.2020 - Conjuntura Editoriais

O programa de Marx e Trotsky contra a crise

Frente à gigantesca crise capitalista que se abre, é fundamental os revolucionários adequarem seus programas. Seria o Programa de Transição uma invenção particular de Trotsky, ou teria bases nos esforços do próprio Marx para encontrar um programa revolucionário?

25.05.2020 - Conjuntura Editoriais

O vídeo ministerial e o “golpe” bolsonarista

O vídeo ministerial revelou um governo desesperado. Hoje, certamente, o desespero é maior, pois comprovou-se o crime de Bolsonaro (agora abertamente acobertado no delito por Generais). Para alguns, caminhamos para um “golpe” fascista ou bonapartista. Será?

01.05.2020 - Conjuntura Editoriais

1º maio: erguer alto a bandeira do socialismo!

Veja a saudação da Transição Socialista ao Primeiro de Maio da organização Razón y Revolución (Argentina)

26.04.2020 - Conjuntura Editoriais

A queda de Moro e o futuro da esquerda brasileira

A saída de Moro foi preparada por Bolsonaro junto com os líderes do corrupto centrão. Estes defenderiam Bolsonaro de um impeachment, mas em troca queriam a saída do ministro e muitos cargos. O PT, toda vez que há chance real de Bolsonaro sair, recua, pois tudo o que Lula quer é enfrentar Bolsonaro em 2022 (e vice-versa). Uma esquerda de verdade tem de ser absolutamente contra Bolsonaro e Lula.

21.04.2020 - Conjuntura Editoriais

Planalto Central: o picadeiro onde brincam com nossas vidas

A manutenção deste governo capenga demonstra grande conciliação entre setores aparentemente antagônicos. Tanto o lulismo quanto o bolsonarismo optam por cozinhar a situação atual para manterem-se vivos.

13.04.2020 - Conjuntura Editoriais

MP 936: Por que o programa de Bolsonaro é similar ao de Dilma?

O poder executivo federal publicou a Medida Provisória 936. Em linhas gerais, trata-se do mesmo mecanismo estabelecido pelo Programa de Proteção ao Emprego do governo Dilma, em 2015. A recessão de 2015/2016 deixou um legado de 13,3 milhões de desempregados. Esta deixará qual legado?

20.03.2020 - Conjuntura Editoriais

Primeiro passo para salvar vidas: Fora Bolsonaro!

O país caminha completamente às cegas enquanto Bolsonaro estiver à frente da nação. Portanto, o primeiro passo para qualquer ação sanitária minimamente racional, hoje, é o afastamento do presidente. A saída de Bolsonaro, e a subsequente instabilidade burguesa, abre espaço para uma ação mais decisiva da classe trabalhadora frente à crise.

17.03.2020 - Conjuntura Editoriais

O vírus passará, a nova crise, não

O coronavírus será um mal menor para a maioria da população, se comparado às consequências da crise econômica que se instalará mundialmente este ano. As organizações revolucionárias têm de olhar para o horizonte e preparar a ação efetiva, isto é, revolucionária. É hora de erguer um programa transitório ao socialismo, única alternativa à barbárie.

13.03.2020 - Conjuntura Editoriais

A crise do coronavírus

A epidemia do coronavírus não é o elemento causador da crise, mas o elemento que ilumina o tamanho da crise da humanidade em nossa época.

10.03.2020 - Conjuntura Editoriais

Bolsonaro fala groselha requentada para calar sobre crise econômica

A crise econômica exigirá do governo uma resposta forte: muita esperança foi depositada em suas mãos. O governo, porém, não tem nenhuma resposta diante do cenário.

10.02.2020 - Conjuntura Editoriais

Pela libertação imediata de Rodney Álvarez da prisão chavista!

Nesta segunda, 10/02, ocorreu nova audiência do processo contra Rodney Álvarez. Diante disso, o companheiro iniciou uma greve de fome. O texto a seguir foi enviado pela TS para atividade pela libertação de Álvarez, convocada pelos companheiros da organização Razón y Revolución.

30.01.2020 - Conjuntura Editoriais

Congresso socialista na Argentina

Reproduzimos convocatória da I Jornada Internacional “A esquerda ante a crise mundial”, iniciativa dos companheiros argentinos da Razón y Revolución. Trata-se de evento voltado à praxis revolucionária, ou seja, à discussão para intervenção socialista no presente.

21.01.2020 - Conjuntura Editoriais

Alvim e a pergunta que não quer calar

Todas as sumidades intelectuais do país estão sendo convocadas para responder à questão, à pergunta de um milhão de dólares, mas preferem crer em fascismo da Regina Duarte, golpe e duendes, ou colocar a culpa no “povão”…

20.01.2020 - Conjuntura Editoriais

Sobre o conflito EUA-Irã

Muito se comenta sobre a recente crise no Oriente Médio frente ao assassinato do general Qassem Soleimani e de Abu Mehdi al Muhandis pelos Estados Unidos no início deste ano. A chamada “esquerda” socialista prontamente repudiou o assassinato tendo em vista, por esse meio, erguer uma luta “anti-imperialista” no Oriente Médio. Ora, não são as lutas de classes internas ao Irã que deveriam pautar a estratégia revolucionária nesse país? Será que é por meios assim que uma luta “anti-imperialista” deveria se impor? Sob qual contexto se deu a morte do general e, mais importante, a que serviu esse assassinato?

04.12.2019 - Conjuntura Editoriais

Bolívia: a “revolução das fitinhas” não acabou!

Camacho representa politicamente nossos comitês cívicos, ou o dos empresários aliados ao MAS? Por que ele indicou o super-masista Jerjes Justiniano como Ministro da Presidência do governo transitório? Por que a ex-candidata do MAS, Nadia Beller, tornou-se agora a operadora política de Camacho?

20.11.2019 - Conjuntura Editoriais

PSTU e esquerda do PSOL capitulam na crise boliviana

PSTU e CST-PSOL capitularam na crise boliviana, dando declarações duplas ou contraditórias. Na prática, terminaram apoiando o setor capitalista de Evo, amplamente odiado pela população trabalhadora. O fato é um alarme para a vanguarda da classe trabalhadora brasileira.

19.11.2019 - Conjuntura Editoriais

Após derrubar Evo, que fazer?

Após a luta da maioria da população trabalhadora e camponesa ter derrubado Evo, que fazer? Qual a tática dos revolucionários na Bolívia nesta nova etapa da luta que se abre, com as liberdades democráticas e o processo eleitoral em aberto?

18.11.2019 - Conjuntura Editoriais

Bolívia: preparar a tomada do poder pela COB

A social-democracia e o stalinismo populista de Maduro, Kirchner, Ortega, López Obrador, o castro-chavismo em geral e seus seguidores pseudo-trotskistas em nível mundial, teimam em dizer que há um golpe de Estado na Bolívia. Essa política não faz outra coisa senão capitular ao pró-imperialista Evo Morales, uma das variantes da burguesia.

11.11.2019 - Conjuntura Editoriais

Bolívia a bordo de guerra civil por culpa de Evo

Evo renunciou mas foi atiçar suas bases semi-lumpens e dependentes do Estado para espalhar caos e terror em La Paz e El Alto. A maioria da população trabalhadora repudia isso, mas, não havendo partido revolucionário, como expulsará esses bandos?

10.11.2019 - Conjuntura Editoriais

Sobre a insurreição na Bolívia

Evo tentou dar um golpe e se deu mal, desatando uma revolta social incontrolável. O exército e a polícia não reprimiram porque temeram lançar o país numa guerra civil. Evo caiu sem apoio. O evento comprova a completa falência da dita “esquerda” do continente, amarrada ao assassino Evo até o fim.

07.11.2019 - Conjuntura Editoriais

Qual o rumo das manifestações contra Evo na Bolívia?

A resistência popular não está sendo conduzida a lugar nenhum, e, em meio ao impasse político burguês, surgem a violência e o esgotamento. Não obstante, também é iminente uma insurreição social. Mas como, para onde?

05.11.2019 - Conjuntura Editoriais

O desespero da família Bolsonaro diante do caso Marielle

Bolsonaro se enreda cada vez mais numa teia da qual dificilmente conseguirá escapar. Desesperado, repete as palavras, injúrias e adjetivações de Collor no começo dos anos 1990. A história se repete. Visivelmente frágil e isolado, Bolsonaro e sua família tentam atacar, como animais encurralados. 

03.11.2019 - Conjuntura Editoriais

Lula e ricaços soltos, população pobre presa. Vergonha, STF!

Lula e outros bandidos ricaços serão soltos nas próximas semanas pelo STF, que se comprova assim ser um órgão de classe. Os pobres encarcerados devido a pequenos delitos (produto da miséria) seguirão presos… e em número cada vez maior.

03.11.2019 - Conjuntura Editoriais

Balanço da eleição presidencial argentina

Os peronistas voltaram ao poder porque: 1. não há partido de esquerda na Argentina; 2. souberam trabalhar as contradições de Macri. A “esquerda” de oposição ao peronismo faliu historicamente, e o bonapartismo se apresenta como bombeiro do continente

31.10.2019 - Conjuntura Editoriais

Bolívia: organizar a população contra o autoritário Evo!

A única coisa certa é que Morales é cada vez mais autoritário, e contra ele cresce o ódio popular. Quem vencerá, Evo ou os trabalhadores? Qualquer meio termo quebrará as forças populares e as entregará a uma regime político burguês autoritário.

23.10.2019 - Conjuntura Editoriais

Relato: instabilidade na Bolívia após eleição

Bolivianos votaram contra Evo, para evitar a instauração de uma eventual ditadura burguesa. Mas são conscientes de que a oposição não mudará as condições de vida da maioria.

21.10.2019 - Conjuntura Editoriais

Bolsolulismo, bombeiro de um continente em chamas

Frente à instabilidade social mundial (passeatas e protestos), a burguesia se desespera, em crise de hegemonia política. A América Latina caminha para a ingovernabilidade. No Brasil a burguesia desenha um caminho: o bonapartismo. O bolsolulismo terminará com a soltura do chefe petista para salvar a nação capitalista.

14.10.2019 - Conjuntura Editoriais

Equador: perante a crise, uma saída socialista

Por Razón y Revolución. O Equador entrou no ciclo do resto da AL, que não consiste num retorno ao “neoliberalismo”, mas no esgotamento dos bombeiros ditos de “esquerda” da ordem capitalista. A esquerda de verdade não pode permanecer alheia. A crise regional exige uma organização continental da esquerda revolucionária.

09.10.2019 - Conjuntura Editoriais

Daniel Ruiz está livre! Viva!

Com muito gosto recebemos a notícia de que a justiça determinou a soltura de Daniel Ruiz, em prisão “preventiva” há mais de um ano por ter participado das mobilizações contra a reforma da previdência do governo Macri.

04.10.2019 - Conjuntura Editoriais

Proposta ao 4° Congresso da CSP – Conlutas 

Proposta de resolução para o IV Congresso da CSP Conlutas enviada pelo Sindicato dos Trabalhadores da USP.

04.10.2019 - Conjuntura Editoriais

Intervenção no IV Congresso da CSP Conlutas

Panfleto distribuído no IV Congresso da CSP Conlutas. Abaixo o acordão Bolsonaro-Lula!
Por um Comitê em solidariedade aos venezuelanos perseguidos por Maduro!

16.09.2019 - Conjuntura Editoriais

Abaixo o acordo Bolsonaro-PT!

O bolsolulismo é a principal corrente política em Brasília hoje. O nome de Aras para a PGR foi indicação velada de Jaques Wagner, quem hoje dá as cartas do PT em Brasília. Aras é a materialização do acordo Bolsonaro-PT. A CPI da Lava-Toga, entretanto, pode quebrar o acordão.

03.09.2019 - Conjuntura Editoriais

Fogo na Amazônia anuncia nova crise capitalista

A crise no governo devido às queimadas evidencia o temor capitalista frente à crise econômica que se anuncia. A troca de farpas entre Bolsonaro e Macron, as ameaças de bloqueio comercial, de boicote ao couro brasileiro, o apoio de Trump a Bolsonaro – são episódios que anunciam a disputa capitalista na gigantesca crise que se abrirá.

02.09.2019 - Conjuntura Editoriais

Bendine e o impeachment

O argumento usado pelo STF para derrubar a condenação de Bendine foi completamente falso. Seu intuito foi apenas preparar o caminho para a soltura de Lula. O advogado de Bendine foi saudado como rei entre os petistas, mas, na realidade, a vitória se deve à mudança de posição de Carmen Lúcia. Enquanto isso, Bolsonaro enfraquecido não cai porque a “oposição” não quer.

19.08.2019 - Conjuntura Editoriais

Bolsolulismo versus lava-jato

O processo de desmonte da Lava-Jato em curso vincula estreitamente Bolsonaro e Lula. A proposta de “abuso de autoridade”, aprovada na Câmara, reforça o acordo da classe política para desmontar a LJ.

16.08.2019 - Conjuntura Editoriais

Balanço das eleições primárias argentinas

A eleição primária argentina tem grande importância para toda a AL. Não porque indica um “retorno da esquerda” ao poder. Cristina é a mesma coisa que Macri. Mas sim porque indica o fortalecimento dos oportunistas que controlam a classe operária fingindo ser de esquerda. Ou seja: indica que a esquerda revolucionária segue impotente no continente.

07.08.2019 - Conjuntura Editoriais

Aonde vai a esquerda argentina?

Aproveitamos o ensejo das eleições primárias na Argentina (próximo dia 11), para publicar um texto dos companheiros da organização política argentina Razón y Revolución. O texto, longe de esclarecer apenas sobre a situação argentina, permite muitas analogias com a atuação da “esquerda” no Brasil.

01.08.2019 - Conjuntura Editoriais

Carta do companheiro Rodney Álvarez, na prisão chavista

Rodney Álvarez, operário de Ferrominera: “Só me resta dizer aos que me capturaram e aos meus sequestradores: em algum momento da história serão vocês os sentados no banco dos réus em que me encontro, e prestarão contas de seus atos criminosos, de suas mãos sujas de sangue proletário, e podem ter certeza de que terão um julgamento gratuito, simples e expresso.”

28.07.2019 - Conjuntura Editoriais

Abaixo a portaria 666 de Moro e as declarações de Bolsonaro!

Consideramos absurdas as declarações de Bolsonaro e a portaria 666 de Moro. Ambas são ameaças a Glenn Greenwald e às liberdade democrática em nosso país. O direito ao sigilo da fonte por parte de um jornalista é um direito democrático elementar numa democracia burguesa.

22.07.2019 - Conjuntura Editoriais

Bolsonaro e PT, tudo a ver

Algo significativo na semana que passou foi a proibição, por parte de Toffoli (presidente do STF), do compartilhamento de informações do COAF com o Ministério Público e a Polícia Federal. Por que Toffoli fez isso? Toffoli, bem como possivelmente Gilmar, Lewandovski e Alexandre de Moraes ajudarão a salvar Flávio Bolsonaro. Por outro lado, capangas do petista ascenderão e a corja da bandalheira se estabilizará.

09.07.2019 - Conjuntura Editoriais

Na ausência de oposição, governo avança na reforma

Depois de inúmeras negociatas (leia-se troca de favores e repasse de dinheiro), a reforma tende a ser aprovada sem grande resistência. A reforma será aprovada não porque estamos diante de um governo forte, ou porque a população não está revoltada. A verdade é que não há qualquer oposição séria e organizada a ela.

24.06.2019 - Conjuntura Editoriais

O país patina…

A economia brasileira patina. É muito difícil prever os movimentos futuros, mas a ameaça de uma nova crise mundial pode deteriorar as já frágeis condições de um país que sequer se recuperou da sua última recessão.

17.06.2019 - Conjuntura Editoriais

Dia 14: centrais deram facada nos trabalhadores

O balanço geral do dia 14, infelizmente, é de enfraquecimento, impotência e mesmo derrota pontual de qualquer movimento que prometa o futuro político do país. Saiu traída boa parte da classe operária do principal polo industrial do país, que perdeu um dia de salário.

11.06.2019 - Conjuntura Editoriais

Fora Moro! Lula na prisão!

A condenação de Moro em primeira instância precisa ser anulada e este deve pagar por seu crime. Isso todavia não deve inviabilizar as condenações de Lula em segunda e terceira instâncias, que precisam ser mantidas. Deve-se tomar todo cuidado para o caso não ser usado politicamente, oportunistamente, pelos petistas e afins, na luta contra a reforma da previdência e contra cortes na Educação. Fora Moro! Lula na prisão!

06.06.2019 - Conjuntura Editoriais

O Brasil está na encruzilhada! Às ruas em 14 de junho!

O governo Bolsonaro perdeu bastante força no último mês, mas, paradoxalmente, encontrou estabilidade que não via há tempos na última semana e meia. Quanto mais forte for a demonstração de força dos trabalhadores brasileiros no dia 14/06, maiores serão nossas chances de derrotar este governo.

27.05.2019 - Conjuntura Editoriais

Sobre os atos do dia 26/05 

Apesar de não desprezíveis, os atos bolsonaristas expressaram a fraqueza do presidente. A resposta popular, em ondas, será crescente contra Bolsonaro. Este agora caminhará cada vez mais para o enfraquecimento e queda.

16.05.2019 - Conjuntura Editoriais

15/05, e agora?

BALANÇO E PERSPECTIVAS | Após os grandes atos do dia 15/05, que fazer? É hora de seguir a luta contra os cortes, contra a reforma da previdência, contra Weintraub e contra Bolsonaro. Mas como fazer esta luta histórica se voltar ao futuro, e não ao passado? Como impedir que os petistas tomem o movimento?

13.05.2019 - Conjuntura Editoriais

Estaria Bolsonaro se preparando para renunciar?

O novo decreto de armas de Bolsonaro parece indicar que ele cria uma narrativa para cair. As próximas semanas, sobretudo graças à juventude, serão decisivas para selar o seu destino. Ainda é especulação, mas talvez ele opte por copiar a carta de Jânio e deixar a bucha da previdência pro Mourão.

30.04.2019 - Conjuntura Editoriais

Saudação ao 1º de maio da Razón y Revolución (Argentina)

Saudação ao ato operário, socialista e internacionalista na Argentina, no dia em que o resto da “esquerda”, devido às suas preocupações eleitoreiras, estará em casa, acatando as ordens da burocracia sindical e deixando as avenidas abertas para a burguesia.

30.04.2019 - Conjuntura Editoriais

Declaração ante à crise na Venezuela

Apesar da ação ridícula de Guaidó, que se viu, no final das contas, não foi um “levante militar”, mas mais um capítulo do conflito das massas contra o Estado burguês de Maduro. Infelizmente – por falta de opção –, a luta das massas segue líderes burgueses. Mas o caminho para os trabalhadores da Venezuela ainda passa pela queda de Maduro.

29.04.2019 - Conjuntura Editoriais

O que revelam os novos dados sobre greve do DIEESE?

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) divulgou no início de mês abril o panorama das greves no Brasil em 2018. O número acompanha o ciclo de greves que emergiu mais claramente a partir de 2013, mas indica uma curva de desaceleração desde 2017, registrando um momento de refluxo da luta da classe. O atual ciclo de greves revelado pelo DIEESE comprova: a crise da classe trabalhadora é a sua crise de direção revolucionária.

29.04.2019 - Conjuntura Editoriais

Governo avança na reforma mas sindicatos traem trabalhadores

A reforma da previdência passou com folga na CCJ da Câmara dos Deputados. Mas a traição das centrais é tão grande que é possível perguntar qual o interesse delas na reforma! A próxima “mobilização” será um showmício no feriado!

16.04.2019 - Conjuntura Editoriais

Abaixo a censura do STF à revista Crusoé!

Repudiamos a censura do STF à revista Crusoé. A censura foi dirigida pela coalizão petista-tucana do órgão. Não nos importa se a revista é “de direita”. Importa que a crise da dominação burguesa (que envolve todos os grandes partidos) necessita dessa censura.

08.04.2019 - Conjuntura Editoriais

Um ano de Lula na prisão: cresce a crise de dominação burguesa

O serviçal corrupto da Burguesia, Lula, está há um ano na prisão. Não temos nada a lamentar, somente a torcer: que não saia! Se a crise de dominação da burguesia faz com que ela brigue entre si, tanto melhor para os trabalhadores!

02.04.2019 - Conjuntura Editoriais

Aparição com vida dos sequestrados pelo Estado venezuelano!

Onde estão Alcedo Mora e os outros 24 trabalhadores desaparecidos? Aparição com vida de todos os sequestrados pelo Estado venezuelano. Esclarecimento do assassinato dos 262 dirigentes sociais. Investigação independente, julgamento e punição aos responsáveis.

02.04.2019 - Conjuntura Editoriais

Apagão venezuelano: verdadeiro crime social do chavismo

Os riscos de apagão foram denunciados pelos trabalhadores do sistema elétrico. O governo não só não fez nada para solucionar, como perseguiu e desapareceu com os denunciantes.

01.04.2019 - Conjuntura Editoriais

Uma vez mais parlamentarismo?

André Singer escreveu na Folha de SP a respeito da proposta de “parlamentarismo”. Haddad dedilhou em seu twitter que parlamentarismo via PEC (sem plebiscito) é “golpe”. Ambos têm como interlocutor José Serra, que angaria apoios no Congresso para uma PEC sobre o tema. O que isso significa na conjuntura atual?

29.03.2019 - Conjuntura Editoriais

Relato de silenciamento no dia 22/03 em SJC

Publicamos relato-protesto de camarada da TS sobre intervenção em atividade da CSP-Conlutas no dia 22/03, quando o camarada foi burocraticamente impedido de falar.

25.03.2019 - Conjuntura Editoriais

Queremos Temer de volta à prisão já!

Temer foi solto pelo Desembargador Ivan Athié, que falou que propina é igual “gorjeta”, é algo “necessário” ao bom funcionamento do Estado! Ele falou isso pra defender PT, PSDB e MDB!! Temer de volta pra prisão, já!

21.03.2019 - Conjuntura Editoriais

Prisão de Temer: falência intelectual dos petistas

A prisão de Temer comprova a falência intelectual dos petistas e aliados (como a direção do PSOL), que encheram o saco de todos com a tese do “golpe”. Tais setores não têm mais propósito de existência, senão o de mentir à população e às suas bases.

18.03.2019 - Conjuntura Editoriais

Dia 22 pode ser início da queda de Bolsonaro

Por trás deste dia 22 estão as possibilidades reais de se derrubar Jair Messias Bolsonaro. Não imediatamente, é claro, mas como consequência direta da não aprovação das reformas. Basta saber se as centrais querem isso ou não.

25.02.2019 - Conjuntura Editoriais

Congresso Latino-americano socialista e revolucionário

É tarefa fundamental reunir a esquerda da América Latina que não capitulou às charlatanices da “esquerda” burguesa. Hoje, quando a crise na Venezuela é um divisor de águas, salta aos olhos, mais do que nunca, o caráter nefasto da submissão ao chavismo, ao petismo, ao kirchnerismo etc.

25.02.2019 - Conjuntura Editoriais

“Dia D” e lições de Marx para a Venezuela

O chamado “Dia D” da oposição burguesa a Maduro foi um fracasso. Essa “oposição” é frágil. Ainda há um vazio importante de direção da revolta popular contra Maduro, vazio que esquerda revolucionária deveria ocupar. Marx dá lições claras sobre como fazê-lo.

22.02.2019 - Conjuntura Editoriais

Bolsonaro produzirá o contrário do que pretende

Texto escrito para o jornal El Aromo (Razón y Revolución, Argentina). Bolsonaro é um epifenômeno. A questão é explicar como o PT caiu. A queda do PT atrasou a implementação de ataques ao trabalhador brasileiro. Bolsonaro representa a fragilidade da burguesia, e seu discurso terminará por produzir o contrário do que pretende.

14.02.2019 - Conjuntura Editoriais

Às ruas contra a reforma da previdência

A reforma é um terrível ataque aos trabalhadores brasileiros. Todavia, os sindicatos – mesmo diante de um governo trapalhão e incompetente – não se movem, seguem seus passos de lesma. Agora é a hora de se mover e enterrar de vez essa reforma!

11.02.2019 - Conjuntura Editoriais

Derrota na GM-SJC é alerta a revolucionários do PSTU

A adaptação do PSTU, em seu trabalho sindical, à burocracia e ao “sindicalismo de resultados”, levou a uma derrota histórica dos trabalhadores na GM de São José dos Campos. Todavia, o PSTU se nega a reconhecer abertamente a derrota, e mantém-se afastado do verdadeiro programa de luta, o programa revolucionário, o Programa de Transição.

04.02.2019 - Conjuntura Editoriais

Bolsonaro derrotado junto com Renan e petistas

Os petistas e parte da mídia dizem que a derrota de Renan foi uma vitória de Bolsonaro. Pelo contrário. Renan era candidato não apenas dos petistas, mas também de Bolsonaro e Paulo Guedes. A derrota do candidato presidencial e a ascensão da nulidade Alcolumbre é sinal dos tempos: mais instabilidade para o governo e a dominação burguesa!

01.02.2019 - Conjuntura Editoriais

Venezuela: lições de “tomada do poder”

Os principais ideólogos da burguesia sabem dos riscos de um processo revolucionário na Venezuela na própria derrubada de Maduro. E preparam-se para evitar isso. A “esquerda”, todavia, em vez de incentivar a possibilidade revolucionária, faz fila atrás de Maduro e seu governo ditatorial.

29.01.2019 - Conjuntura Editoriais

Fora Maduro!

A queda de Maduro é o ponto de partida para desatar contradições ainda maiores, onde pode se ampliar a luta dos trabalhadores. Nenhum problema da classe trabalhadora venezuelana pode ser resolvido hoje sem passar por sua derrubada. Do contrário, as massas trabalhadoras ficarão desmoralizadas e melindradas. A aliança com a oposição burguesa a Maduro deve ser apenas pontual, nas ruas: bater juntos, marchar separados. A hora dessa oposição inconsistente também chegará.

25.01.2019 - Conjuntura Editoriais

Por uma saída socialista para a Venezuela!

Texto de Eduardo Sartelli (Razón y Revolución): Nem Bolsonaro nem Trump intervirão antes que Maduro caia. Nesse momento, apostarão que a oposição controle a situação. Apenas no caso de estabelecimento de um governo de tipo revolucionário intervirão militarmente.

21.01.2019 - Conjuntura Editoriais

Pega fogo, Cabaré!

Cada vez mais emaranhado na trama de corrupção de seu próprio filho, Jair Bolsonaro torna-se impotente. É esse tigre de papel que a “esquerda” radical tanto temia, a ponto de capitular uma vez mais ao PT?

14.01.2019 - Conjuntura Editoriais

Os trapalhões tomaram o Planalto!

Os trapalhões tomaram o Planalto para agir como os petistas: trocar cupinchas lulistas por cupinchas bolsonaristas. O toma-lá-dá-cá voltou. Tudo se mantém como antes na “grande política”, pois é a essência da medíocre ordem burguesa. Mas, enquanto isso, o verdadeiro Brasil encaminha-se para o ingovernável.

10.12.2018 - Conjuntura Editoriais

França, EUA, China e Brasil

França em chamas. O retorno da luta de classes aberta no coração do capitalismo europeu continental. A Comuna ressurge como bandeira! Enquanto isso, a burguesia estadunidense segue em sua aventura insana por acumulação. E, no Brasil, aguarda-se a explosão política, econômica e social…

05.11.2018 - Conjuntura Editoriais

Procura-se um presidente

Mal foi eleito, Jair Bolsonaro já desapareceu. Esfumaçou. Primeiro foi Paulo Guedes, agora é Moro. Os figurões sombreiam o presidente, a ponto de se perguntar: quem mandará no país? E mais: ambos super-ministros discordam da maioria das maluquices de Bolsonaro.

30.10.2018 - Conjuntura Editoriais

A vitória de Bolsonaro e o futuro do Brasil

O país passou por um grande delírio político, onde as posições dos bolsonaristas e dos petistas não coincidiam com a realidade. Ambos candidatos esconderam seu programa econômico siamês. O país, a despeito deles, caminha para o ingovernável.

27.10.2018 - Conjuntura Editoriais

Voto nulo nos dois! Sem medo!

Declaração do Prof. Livre-Docente Hector Benoit (Unicamp) a favor do voto nulo nesta eleição.

11.10.2018 - Conjuntura Editoriais

Sobre o voto popular em Bolsonaro e o suposto “fascismo”

Qual o significado do voto das massas em Bolsonaro? As massas são mesmo fascistas? Os trabalhadores são mesmo racistas, homofóbicos etc? O que é fascismo e o que é bonapartismo?

11.10.2018 - Conjuntura Editoriais

Histeria petista sobre “fascismo” leva à capitulação da esquerda

A esquerda radical brasileira, CST-PSOL e PSTU, deixou-se impressionar pela pressão histérica da pequena-burguesia e da esquerda de butique. Agora, recobre tal posição capituladora ao PT com frases esquerdistas…

10.10.2018 - Conjuntura Editoriais

Balanço do primeiro turno das eleições

Todos os partidos importantes do regime democrático-burguês, composto desde meados da década de 1980, foram atropelados pela onda antipetista. Mas, lamentavelmente, também a chamada esquerda, PSOL e PSTU, sofreu nesse processo.

08.10.2018 - Conjuntura Editoriais

Não cairemos na chantagem do PT! É voto nulo!

Não caímos na chantagem do PT até hoje, e não é agora que cairemos. Nós teremos as mãos livres. E nos prepararemos para derrubar o próximo governo, venha quem vier. Nem Haddad, nem Bolsonaro! Voto nulo por um partido revolucionário!

06.10.2018 - Conjuntura Editoriais

Intelectuais em apoio à candidatura de Rafael Padial

Nós, intelectuais de diversas universidades e diversos estados, que abaixo assinamos, apoiamos amplamente a candidatura e proposta programática de RAFAEL PADIAL pela TRANSIÇÃO SOCIALISTA…

17.09.2018 - Conjuntura Editoriais

Contra Haddad e Bolsonaro (panfleto)

Um segundo turno entre Bolsonaro e Haddad é o maior desastre para o futuro do país. Todos os contra corrupção, miséria e risco de autoritarismo devem se unir contra essa polarização. Qualquer unidade apenas contra Bolsonaro virará massa de manobra do PT em 3 semanas.

08.09.2018 - Conjuntura Editoriais

A facada em Bolsonaro e a tática na eleição

Bolsonaro colhe o que plantou. Mas o fascistoide usará o fato para se fortalecer nas eleições e se garantir no segundo turno. Diante de um real risco Bolsonaro nas eleições, qual deve ser a tática dos revolucionários?

31.08.2018 - Conjuntura Editoriais

Lula não! Estabilidade total nos empregos e salários!

Contra a farsa da candidatura de Lula, que simboliza a impunidade de todos os corruptos burgueses. Contra o desemprego e pela estabilidade total nos empregos e salários da classe trabalhadora brasileira!

24.08.2018 - Conjuntura Editoriais

Os dois eixos da candidatura

Chega de miséria, desemprego, exploração e corrupção! Vote contra os parasitas que sugam o povo trabalhador! Nem Lula nem Bolsonaro, vote nos candidatos da classe trabalhadora! Pela estabilidade total nos empregos e salários: vote Rafael Padial, deputado federal, 1617!

24.08.2018 - Conjuntura Editoriais

Queremos Lula fora da eleição o quanto antes!

A candidatura do Lula é uma zombaria com toda a população trabalhadora brasileira. Lula mais uma vez tenta enganar todo mundo. Lula não pode ser candidato, porque é comprovadamente corrupto. E as provas são fartas! Mas Lula mantém sua falsa candidatura para eleger em seu lugar um fantoche, Fernando Haddad, […]

22.08.2018 - Conjuntura Editoriais

Quer acabar com Bolsonaro? Acabe com Lula!

O que mais alimenta a candidatura de Bolsonaro é o “risco Lula”. Mas, para piorar, Lula, depois de Bolsonaro, é o candidato mais rejeitado. Ou seja, no segundo turno entre Bolsonaro e algum poste de Lula (Haddad), a chance de Bolsonaro vencer cresce.

17.08.2018 - Conjuntura Editoriais

Manifesto aos trabalhadores brasileiros: vote em protesto!

Deixe de ser besta! Você vai mesmo procurar o candidato “melhorzinho”? Aquele que fala melhor? O com mais cara de presidente? Ou o que finge ser honesto e fala grosso? Vai mesmo dar de otário e apertar mais uma vez o botão verde para esses caras?

10.07.2018 - Conjuntura Editoriais

Tentativa de soltar Lula revela caráter golpista do PT

Como sempre, tudo o que o PT fala revela o contrário do que faz. Seu artifício é velho: esconder o próprio crime acusando os adversários de fazer o que ele mesmo faz. A melhor defesa é o ataque.

27.06.2018 - Panfletos

Dossiê : Greve do Sintusp 2018

Panfleto produzidos pela Transição Socialista durante campanha salarial de 2018 dos trabalhadores da USP, Sintusp.

25.06.2018 - Conjuntura Editoriais

Greve dos trabalhadores da USP: primeiro balanço

1. Missão dada, missão cumprida Deflagrar essa greve não foi uma decisão fácil, não à toa houve divergência entre nós. Mas pensamos que se demonstrou correta a posição daqueles que a defenderam. Nós, da TS, avaliamos que havia possibilidade de conquistas e que a conjuntura nacional e local era favorável […]

19.06.2018 - Conjuntura Editoriais

Por que alguém votaria em Boulos se há Ciro?

O pequeno-burguês acha que é tão ardiloso que, com sua retórica, seus numerozinhos, suas bravatas, ameaças à convocação popular, conseguirá assustar e enganar ao mesmo tempo a classe trabalhadora e a burguesia.

13.06.2018 - Conjuntura Editoriais

Venda da Embraer: exploração ou exploitation?

O palavrório sobre o suposto caráter nacional da Embraer é uma desculpa para capitular a uma política nacionalista de tipo pequeno-burguês, que quebra a independência da classe operária.

11.06.2018 - Conjuntura Editoriais

O que está por trás da ópera-bufa do G7?

A farsa cômica do G7, com o bate-cabeça das super-potências mundiais, anuncia a oportunidade que se abrirá para a classe operária internacional.

04.06.2018 - Conjuntura Editoriais

Lições da greve dos caminhoneiros (à luz de 2013)

A greve dos caminhoneiros comprovou que a luta por controle de preços é algo absolutamente irracional e fadado ao fracasso. A esquerda está na encruzilhada entre uma política pequeno-burguesa e uma política operária.

28.05.2018 - Editoriais

Para análise marxista da greve dos caminhoneiros

O difícil é compreender o caráter contraditório do movimento. Este provém em parte do caráter também contraditório dos transportes enquanto processo de produção que se dá dentro da esfera da circulação (Marx, O Capital, Livro II, seção I, caps. I e VI), algo que boa parte da esquerda ignora (considerando […]

27.05.2018 - Conjuntura Editoriais

Às ruas! Parar o país e derrubar o bandido do Temer!

A luta dos caminhoneiros deu a toada: é preciso voltar todo o descontentamento popular contra o governo de Michel Temer! Ele já está de joelhos, basta empurrá-lo pro chão. Ou melhor: pro caixão. E em seguida abrir um buraco e enterrar o cadáver fétido desse zumbi que é continuidade da […]

25.05.2018 - Conjuntura Editoriais

Apoio à greve dos caminhoneiros

A organização Transição Socialista apoia a greve dos caminhoneiros na medida em que pode dar impulso a mais lutas da classe trabalhadora brasileira contra o governo burguês de Temer.

21.05.2018 - Conjuntura Editoriais

Desemprego, miséria e exploração: qual a saída para os trabalhadores?

A situação da economia nacional não oferece qualquer perspectiva de melhora para a classe trabalhadora. A única saída para os trabalhadores tem que ser construída por sua conta e risco.

08.05.2018 - Editoriais

Charlatanice de Boulos exposta no Roda Viva

A classe trabalhadora tomar o poder é algo milhares de vezes mais factível, provável e possível do que Boulos gerir o Estado burguês a favor da população trabalhadora.

06.05.2018 - Conjuntura

O Corneta entrevista Weller Gonçalves

Há duas semanas, os trabalhadores da JC Hitachi cruzaram os braços contra a proposta de PLR oferecida pela empresa com 0% de reajuste, e arrancaram cerca de 25%. Em entrevista para O Corneta, Weller Gonçalves comenta como foi a greve e sobre o papel do sindicato, a campanha da PLR nas demais fábricas da região, o significado da PLR, a luta contra o aumento da exploração e a conjuntura. Weller é operário da JC Hitachi e presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região. A entrevista está dividida em quatro partes.

24.04.2018 - Cartazes

Fim do foro privilegiado!

“A prisão de Lula foi importante pois o PT e seus pelegos foram o maior bloqueio à construção de uma esquerda de verdade no Brasil. Mas os problemas não param aí: todos os grandes partidos são corruptos. O PSDB de Aécio e Alckmin, e o MDB de Temer e Meirelles também devem ser punidos. O próximo passo é acabar com o Foro Privilegiado, possibilitando que todos os bandidos do congresso sejam julgados. Isso fragiliza a política da burguesia e cria melhores condições para a política dos trabalhadores!”

24.04.2018 - Conjuntura Editoriais

Ainda sobre o Datafolha

O antigo eixo da política nacional caminha para diluição. O novo nesta eleição tende a ser figuração branda do velho. A crise da dominação burguesa se aprofunda à medida que avança a diluição política, mas se aprofunda com mediações e velocidade baixa.

18.04.2018 - Panfletos

Alckmin = Lula! Prisão neles!

Nesta quinta-feira a Transição Socialista participará de ato contra a blindagem de Geraldo Alckmin.

O ato será em frente ao TRE, Rua Francisca Miquelina 123, Bela Vista.

Não temos bandidos burgueses de estimação. Lula foi o primeiro, depois dele devem cair os demais. No fundo, os petistas não querem a prisão dos tucanos, porque isso legitima a de Lula. Nós queremos a de todos eles. Às ruas amanhã!

16.04.2018 - Conjuntura Editoriais

Blindagem não! Cadeia para Alckmin e todos os corruptos!

Na última semana, Geraldo Alckmin – o “Santo” das planilhas corruptoras da Odebrecht – escapou da operação Lava-Jato de São Paulo. O ex-governador é apontado na delação da Odebrecht como o receptor de 10,3 milhões de reais como doações não contabilizadas (caixa dois). Ao se afastar do governo do estado […]

08.04.2018 - Conjuntura Editoriais

Por que Lula caiu?

Nos últimos três anos, felizmente, os nossos maiores temores nunca se confirmaram. Fomos abertamente a favor da queda da Dilma e da prisão de Lula, mas inicialmente sempre achamos que isso seria pouco provável. Afinal, Lula e Dilma pareciam intocáveis, “grandes demais para falir”, com apoio sólido nas mais altas […]

08.04.2018 - Conjuntura Editoriais

Lula, vai tarde! Agora é fim do foro e fora Temer!

Adeus, Lula! As chances de se reerguer e se tornar candidato são agora mais e mais remotas, a não ser que estoure, entre agora e a eleição do final do ano, alguma grande movimentação da classe trabalhadora, e a burguesia se veja obrigada a usar mais uma vez os serviços […]

04.04.2018 - Conjuntura Editoriais

O General do Exército precisa ser punido

É uma grande hipocrisia dos militares falarem contra impunidade, pois vivem na impunidade de seus crimes da ditadura graças aos governos corruptos, entre eles os do PT. Não só Lula, mas também o general do Exército Eduardo Villas Bôas precisa ser punido!

03.04.2018 - Panfletos

Abaixo o acordão no STF! Lula solto é o verdadeiro risco!

Abaixo segue o texto do panfleto a ser distribuído pela organização Transição Socialista no ato deste dia 03/04, na Av. Paulista (São Paulo) contra o habeas corpus de Lula.

03.04.2018 - Conjuntura Editoriais Panfletos

Abaixo o acordão no STF! Lula solto é o verdadeiro risco!

Panfleto a ser distribuído pela Transição Socialista no ato do dia 03/04 contra o habeas corpus de Lula. Abaixo o acordão com o Supremo, pra salvar Lula e em seguida salvar todos os bandidos corrompidos e corruptores!

29.03.2018 - Conjuntura Editoriais

Dar tiro na caravana de Lula é dar tiro no próprio pé

Atacar a caravana do ex-presidente com tiros somente favorece o próprio ex-presidente; facilita que se vitimize e una em torno a si os setores políticos burgueses descontentes. Às vésperas de um julgamento de habeas corpus de Lula no Supremo, criar um compadecimento social a seu favor é dar um tiro no pé.

26.03.2018 - Conjuntura Editoriais

Dia 3/4: às ruas contra o habeas corpus de Lula!

A esquerda que se diz oposição ao PT precisa construir os protestos contra o HC de Lula — delimitando-se em relação aos pequeno-burgueses do VPR e MBL —, pois do contrário será engolida junto com o lixo histórico do PT.

25.03.2018 - Conjuntura Editoriais

Por que os atos por Marielle ainda não foram pra frente?

Os atos iniciais juntaram massas consternadas e revoltadas, em dimensão não vista desde os protestos contra Dilma. Os grandes meios de comunicação anunciaram, temerosos, um novo junho de 2013, e afirmaram que a intervenção militar-federal de Temer estava na berlinda. Mas então, estranhamente, tudo começou a voltar ao “normal”…

19.03.2018 - Conjuntura Editoriais

Comentários à proposta de manifesto dos companheiros do PSTU

Introdução Os companheiros do PSTU lançaram em 22/02 uma “Proposta de Manifesto”, um “Chamado à rebelião” por um “projeto socialista contra a crise capitalista” (veja aqui). Nele há a defesa da conformação de “Polo operário, popular, revolucionário e socialista”. Os companheiros afirmam, muito corretamente, que: “a tarefa de defender uma […]

19.03.2018 - Conjuntura Editoriais

Vamos de Vera Lúcia e Hertz Dias nestas eleições, vamos de 16, vamos de PSTU!

A organização Transição Socialista deliberou, em plenária deste dia 18/03, pelo apoio aos companheiros do PSTU nas eleições do final deste ano. Além disso, deliberamos pelo pedido de cessão de espaço democrático e solidário na legenda dos companheiros, para lançarmos um camarada nosso.

16.03.2018 - Conjuntura Editoriais

O que a memória de Marielle exige de nós agora?

Não é hora de discurso ou ciranda: é hora incendiar as ruas das grandes cidades todos os dias até que a intervenção federal seja cancelada. Saber o que queremos e fazer de forma radical é fazer a nossa vingança em nome de Marielle.

11.03.2018 - Conjuntura Editoriais

Lutadores honestos, rompam com o PSOL! Construamos um polo dos revolucionários!

A vitória de Boulos é a morte do PSOL como possível partido de esquerda. Nesta conjuntura, que exige algo verdadeiramente combativo, seguir no PSOL é se calar e dar cobertura de “esquerda” ao lulismo. Formemos já outro polo, revolucionário com lutadores do PSTU e muitos outros espalhados pelo país!

08.03.2018 - Conjuntura Editoriais

A farsa do crescimento do PIB brasileiro e o abismo

A comemorada “elevação” do PIB por Temer e Meirelles é uma farsa para enganar incautos. Nenhum dado da economia aponta seriamente para uma elevação consistente. Nem mesmo a burguesia brasileira leva a sério. E, para piorar, o horizonte internacional é não menos assustador.

06.03.2018 - Conjuntura Editoriais

Ato: Fora Boulos do PSOL! Fora lulismo da esquerda!

A ala radical do PSOL convocou atos contra a candidatura de Boulos pelo partido. Estão certos, por tudo o que a candidatura representa (autoritarismo da direção e aproximação com lulismo). Divulgamos o ato em solidariedade aos lutadores da esquerda do PSOL!

05.03.2018 - Conjuntura Editoriais

Organizar as trabalhadoras contra a barbárie capitalista!

Endossamos o chamado ao “8 de Março independente dos governos, dos patrões e do PT”, organizado pelas companheiras do MML/CSP-Conlutas. Concentração às 15h no Teatro Municipal.

26.02.2018 - Conjuntura Editoriais

PSOL caminha para condenação enquanto instrumento da classe trabalhadora

A confirmação de Boulos será a condenação do PSOL enquanto possível instrumento de emancipação da classe trabalhadora. Confirmada a candidatura, com as alianças burguesas que ela coroa, manter-se no PSOL significará legitimar a construção de um bloqueio à classe; significará atrasar o socialismo.

18.02.2018 - Conjuntura Editoriais

Intervenção federal no RJ amplia crise de dominação da burguesia

Temer, de forma inesperada, decretou intervenção federal na área de segurança do Rio de Janeiro. A medida, mais do que revelar uma verdadeira escalada ditatorial, significa um improviso inconsequente de uma classe que já não sabe mais para onde ir. A crise de dominação burguesa se aprofunda.

12.02.2018 - Conjuntura Editoriais

Tirar o PSOL das garras do petismo!

Boulos já pediu permissão a Lula. Na direção do PSOL, tudo está acertado para ele ser candidato (e, ao que parece, com apoio do PCB). A única chance de isso não ocorrer é uma revolta na base do PSOL. O conjunto da esquerda deve apoiar a base do PSOL, sem ficar olhando passivamente!

05.02.2018 - Conjuntura Editoriais

Empurra que ela cai! Às ruas contra a reforma da previdência!

Dia 19/02: às ruas contra a reforma da previdência! Enterrar de vez esse projeto nefasto, para enterrar de vez o frágil governo corrupto de Temer, produto perfeito da dominação burguesa no Brasil nas últimas décadas.

29.01.2018 - Conjuntura Editoriais

Prender Lula o quanto antes!

Os argumentos da defesa de Lula (e dos petistas) foram desmontados um a um no TRF-4. A condenação não foi perseguição política, mas resiliência da democracia burguesa. Quais as opções para Lula agora? E a esquerda, seguirá com seus delírios, como aqueles que supõem que o grande capital quer derrubar Lula, ou que este é impedido de combater a fome no Brasil e em todo o mundo?

28.01.2018 - Cartazes

Lula na prisão!

Traidor da classe operária, gângster corrupto burguês! Enterrar o PT, virar a página da história, construir a esquerda revolucionária!

23.01.2018 - Panfletos

Pela condenação e prisão de Lula!

Ao lado o conteúdo do panfleto da Transição Socialista a ser distribuído no ato desta terça-feira, 23/01, pela condenação de Lula.

21.01.2018 - Conjuntura Editoriais

Absolvição de Lula é caminho para golpe. Às ruas pela condenação!

Absolvição do corrupto Lula significará um grande ataque à limitada democracia existente hoje no Brasil. É o caminho para o populismo autoritário e burguês (bonapartismo). A esquerda deve ir às ruas pela condenação de Lula! Chamamos todos os lutadores para participar dos atos contra Lula, a começar pelo do dia 23/01!

15.01.2018 - Conjuntura Editoriais

Unidade da esquerda? O que é ser de esquerda?

Afinal, o que é ser de esquerda? O PT nunca foi de esquerda, mas de centro (e hoje é de direita). E o PSOL, seria esse partido realmente de esquerda? Na verdade, não. Boulos também não é. É preciso superar a forma confusa como a burguesia usa esses conceitos!

19.12.2017 - Conjuntura Editoriais

Por uma frente da esquerda socialista em 2018!

Há espaço para uma forte frente de esquerda socialista em 2018. Basta saber se a esquerda quererá. A direção do PSOL, ao se aproximar de Boulos, indica que não quer. PSTU e PCB devem colocar como condição a não candidatura de Boulos.

18.12.2017 - Conjuntura Editoriais

Por que a esquerda capitula diante da necessária prisão de Lula?

A nossa “esquerda” inventa desculpas esfarrapadas para não defender a prisão de Lula: 1) não há provas; 2) “golpe”; 3) ditadura do judiciário; 4) a condenação no TRF4 foi antecipada; 5) Lula tem o “direito democrático” de se candidatar…

11.12.2017 - Conjuntura Editoriais

Centrais sindicais vendem luta contra reforma por R$ 500 milhões!

Todos atentos neste fim de ano! Tomar as ruas diante de qualquer sinal ou tentativa de aprovação das reformas! Não aceitar o indigesto presente natalino de Temer! Dar de presente a ele o fogo no Congresso! Pressionar a burocracia, pressionar a burocracia!

04.12.2017 - Conjuntura Editoriais

As eleições de 2018 e a paralisia da esquerda socialista

A conjuntura exige que esquerda socialista ocupe o vazio político o quanto antes. Mas o PSOL está parado, esperando Boulos, que está parado, esperando a definição sobre o futuro da candidatura de Lula. Mas, para piorar, a paralisia do PSOL incide até… sobre os companheiros do PSTU!

03.12.2017 - Conjuntura Editoriais

Centrais sindicais traem, mas ainda é possível ir às ruas dia 05!

Tão repentinamente quanto criaram o dia de paralisação (05/12) contra a reforma da previdência, as grandes centrais sindicais riscaram tal atividade de sua agenda. A paralisação foi repentinamente cancelada, sem grandes explicações, na última sexta-feira, 01/12, num acordo de cúpula das grandes centrais (desconsiderando as pequenas e de esquerda). As […]

28.11.2017 - Conjuntura Editoriais

05/12: lutar contra a reforma da previdência e pela revogação da trabalhista!

Para o próximo dia 05/12, as centrais sindicais brasileiras preparam um dia de paralisação nacional da classe trabalhadora contra a reforma da previdência e contra a retirada de alguns de seus direitos históricos (como os retirados pela reforma trabalhista). A data surgiu de uma reunião repentina chamada pela Força Sindical […]

27.11.2017 - Conjuntura Editoriais

Mais uma vez: RJ como retrato da nação

Muito se comentou na última semana sobre a prisão de altos políticos cariocas. Jorge Picciani, presidente da ALERJ, Anthony Garotinho, ex-governador, Rosinha Garotinho, mulher de Anthony e ex-governadora, outros deputados e altos secretários, somaram-se aos famigerados ora hospedados no presídio de Benfica. Encontraram por lá o ex-governador Sérgio Cabral, sua […]

21.11.2017 - Conjuntura Editoriais

Unidade para revogar a reforma trabalhista!

Quando algo acaba de ser implementado, ainda pode ser revogado. Após isso, as chances são mínimas. A reforma trabalhista entrou em vigor no sábado, 11/11. Entre seus ataques mais nefastos está a terceirização da atividade-fim e a validade do negociado sobre o legislado. Trata-se de um tipo de “mexicanização” das […]

08.11.2017 - Editoriais

O verdadeiro significado da Revolução Russa de 1917

O dia 7 de novembro de 2017 foi oficialmente a data em que se completaram 100 anos da Revolução Russa de 1917 (no calendário juliano, então utilizado na Rússia, a data era 24 de outubro, e por isso essa revolução é conhecida como “Revolução de Outubro”). Tamanha foi a importância desse evento, que mesmo a burguesia é hoje obrigada a falar dele. Ela o faz, é claro, com um recorte ideológico, apresentando aquilo ou como algo fortuito, um acidente da história, ou como um golpe, uma ditadura de uma minoria (como as ditaduras burguesas), ou como uma tragédia na qual já estaria necessariamente contido o stalinismo.

30.10.2017 - Editoriais

Balanço do 3º Congresso da CSP-Conlutas

Em meados deste mês de outubro, realizou-se o 3º Congresso da Central Sindical e Popular – Conlutas, central dirigida pelo PSTU e composta por parte das organizações da chamada esquerda socialista presentes nos movimentos sindical, popular e estudantil.

16.10.2017 - Conjuntura Editoriais

Os erros da esquerda na Catalunha

A crise social na Catalunha é um importante exemplo da conjuntura política explosiva em que adentramos há alguns anos. Esta conjuntura se aprofundará e possivelmente será acelerada por um estouro econômico capitalista de grandes proporções no próximo período. A esquerda deve se preparar para a nova etapa que se avizinha… Todavia, diante da questão catalã, já demonstra confusão em abundância.

14.10.2017 - Panfletos

Por uma CSP-CONLUTAS à altura dos desafios históricos!

Panfleto distribuído no III Congresso da Conlutas. Apesar de todos os elementos importantes que devemos discutir sobre a conjuntura brasileira; apesar da homenagem à Revolução Russa… Há uma tarefa muito mais importante e urgente, à qual a CSP-Conlutas deve se voltar com todas as suas forças e energias desde já: a preparação consciente das condições para realizar a revolução socialista hoje.

11.10.2017 - Conjuntura Editoriais

Palocci: o fim vergonhoso de uma geração

Em mais um dos capítulos da crise política, vimos a recente “carta” de Antonio Palocci. É necessário retomar um pouco a respeito. Grande parceiro de Lula, um dos principais quadros petistas da sua geração, aquele que seria candidato à presidência após Lula – só não o foi por ter se envolvido em escândalo de corrupção, o que levou Lula a escolher Dilma –, o ex-ministro pediu desfiliação do PT após ser suspenso por 60 dias e receber um processo disciplinar.

05.09.2017 - Panfletos

As tarefas do 3º Congresso da Conlutas

Divulgamos panfleto de camaradas do MNN vinculados ao SINTUSP (Sindicato dos Trabalhadores da USP), produzido para discussão entre trabalhadores da USP a respeito do próximo congresso da CSP-Conlutas.

28.08.2017 - Editoriais

A frente “Brasil Metalúrgico” e o ascenso proletário

A frente Brasil Metalúrgico Com objetivo declarado de enfrentar a aplicação da reforma trabalhista e da previdência entre os trabalhadores metalúrgicos, as centrais sindicais (CUT, Força Sindical, Conlutas, Intersindical, CTB e UGT) criaram a frente “Brasil Metalúrgico”. A frente organiza um dia de luta unificado no 14 de setembro e […]

22.08.2017 - Editoriais

“Vamos!”… para os braços do PT e do stalinismo

Foi anunciada há pouco mais de uma semana a plataforma política do movimento “Vamos! Sem Medo de Mudar o Brasil!”. Trata-se de iniciativa da Frente Povo Sem Medo, hegemonizada pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). Ainda que não se diga claramente, dada a época em que é lançada a iniciativa, bem como devido às polêmicas que já transcorrem na chamada “esquerda”, a iniciativa assume ares de projeto eleitoral, voltado ao pleito de 2018.

14.08.2017 - Editoriais

Não à reforma política!

Na semana que passou realizou-se a primeira votação, em comissão especial da Câmara dos Deputados, da PEC para a Reforma Política, que mudará as regras para a eleição dos cargos legislativos no país, podendo entrar em vigor já nas eleições de 2018. A reforma, por incrível que pareça, conseguirá piorar ainda mais o atual sistema político e eleitoral, tornado-o menos democrático e mais fechado à pressão popular. A proposta é a comprovação de que, na atual fase histórica do capitalismo mundial, toda reforma para suposta melhora do sistema torna-se logo o seu contrário: uma piora.

07.08.2017 - Editoriais

Por que Temer foi absolvido?

De joelhos, mas não derrotado — eis a imagem do governo Temer hoje. Todavia, ilude-se quem acha que o filme de terror da quarta-feira passada foi uma demonstração de força do governo. Temer foi absolvido no covil brasiliense não porque é forte, mas porque é fraco. Temer foi absolvido não porque “soube negociar o que Dilma não sabia”, mas simplesmente porque não há oposição real a ele.

01.08.2017 - Editoriais

Abaixo o golpe de Maduro na Venezuela!

O Congresso venezuelano está praticamente fechado, já há mais de 3500 presos políticos e mais de 120 mortos pelas mãos do regime de Maduro e de suas milícias para-estatais. Oposição silenciada, à esquerda e à “direita” (para usar as palavras dos chavistas). No domingo, 30/07, realizaram-se as eleições para a constituinte farsesca que deve servir para garantir o controle do Estado burguês nas mãos da burocracia chavista. Como já havíamos notado na conjuntura brasileira (no caso do impeachment da Dilma), a suposta “esquerda” que vergonhosamente ainda apoia Maduro desaprendeu a definir um golpe e uma ditadura.

17.07.2017 - Editoriais

Que Lula mofe na prisão!

Lula e seus asseclas traidores da classe operária são também responsáveis pelo aumento da miséria capitalista no Brasil e na América Latina. São também responsáveis pelo drama cotidiano e miséria crescente da classe trabalhadora. Que mofe na prisão!

10.07.2017 - Editoriais

“Deflação”, economia vulgar e panela de pressão

Neste início de mês, comentaristas e economistas vinculados à grande mídia da burguesia deram expediente com um discurso estranho, que geralmente não lhes é afim: comemoraram o que chamaram de um crescimento do “poder de compra” do salário do trabalhador brasileiro. Isso porque o país registrou em junho uma deflação […]

03.07.2017 - Editoriais

Centrais sindicais traem paralisação de 30/06

Havia disposição de luta da classe trabalhadora para que a paralisação de 30/06 fosse forte, mas o dia infelizmente foi marcado pela grande traição das nossas maiores centrais sindicais: CUT, Força Sindical, UGT e CTB que boicotaram a paralisação nacional. Ainda assim, um setor importante da vanguarda da classe trabalhadora brasileira parou a produção e foi às ruas para lutar contra as reformas e o governo. A paralisação, embora pequena e localizada, foi importante por demonstrar, mesmo que em nível localizado, que é possível fazer mais do que as principais direções sindicais da classe trabalhadora estão fazendo.

03.07.2017 - Panfletos

Pensar além da política imediata: escalas móveis!

Panfleto distribuído pelo MNN para a vanguarda operária de algumas fábricas da grande São Paulo e interior paulista no dia 30/06, dia de paralisação no ato do dia 30/06, bem como distribuído no ato unificado do período da tarde, na Av. Paulista.

29.06.2017 - Conjuntura

Aproveitar a crise ou tentar resolvê-la?

Este texto é uma síntese da análise do MNN, elaborado como contribuição a um debate sobre a crise política atual, a ser realizado no Sindicato dos Trabalhadores da USP.

26.06.2017 - Editoriais

Dia 30: parar tudo!

Nesta próxima sexta-feira, 30/06, teremos mais uma paralisação nacional da classe trabalhadora contra as bárbaras reformas capitalistas do governo de Michel Temer.

12.06.2017 - Editoriais

Falência múltipla de órgãos; urgência do marxismo

A absolvição da chapa Dilma-Temer no TSE foi o novo elemento da revelação do caráter de classe — burguês — de todas as instituições do Estado. Diferentemente do que falam vários analistas, não há uma judicialização da política, mas uma politização da justiça. A aparente judicialização da política era apenas a falência do poder legislativo e consequente assunção de protagonismo por parte do judiciário. Mas este, como não poderia deixar de ser, foi tragado pela crise política e revelou seu caráter de classe.

09.06.2017 - Panfletos

As tarefas urgentes da Conlutas

O texto abaixo é um panfleto do MNN, distribuído no encontro da Coordenação Nacional da central sindical Conlutas nesta sexta, sábado e domingo, 9, 10 e 11 de junho.

29.05.2017 - Editoriais

Brasília e o partido revolucionário

O dia 24 de maio de 2017 – dia da ocupação de Brasília – torna-se relevante para a luta da classe trabalhadora brasileira na exata medida em que evidencia a importância fundamental de um partido de combate.

22.05.2017 - Editoriais

Para onde vai o Brasil?

Desde o início da crise política atual (março de 2015), toda vez que um governante acha que consegue rebater a crise e se segurar, supondo refluir o descontentamento, é em seguida surpreendido por uma onda ainda maior, que lhe enfraquece mais. Foi assim com Dilma: seu governo foi descendo a […]

21.05.2017 - Panfletos

Diretas não! Poder da maioria!

Panfleto do MNN para o ato “Fora Temer” deste domingo, 21/05, na Av. Paulista, em São Paulo.

17.05.2017 - Editoriais

Fora Temer!

A casa caiu. Com a gravação do dono da JBS, o governo de Michel Temer acabou e não fará as reformas. Ele falava que afastaria ministros réus, agora terá de afastar a si mesmo. É hora de ir pra rua e não sair mais! É hora de ocupar Brasília!

15.05.2017 - Editoriais

Lula é o novo Maluf

Já há um ano aprofunda-se um curioso processo: as investigações da Lava-Jato cercam vários partidos, não só o PT. Isso se dá desde que Temer assumiu a presidência. As teias de corrupção que envolvem PMDB e PSDB no mesmo sistema corrupto do PT ficaram cada vez mais expostas. Mesmo antes do impeachment da Dilma falávamos que isso necessariamente ocorreria. Os petistas criticavam-nos, falando que a Lava-Jato era seletiva, e que assim que caísse a Dilma tudo refluiria. Também os pmdbistas acreditavam nisso, vide o famigerado “plano Jucá” para “estancar a sangria” e salvar Lula (conversas gravadas entre Romero Jucá e Sério Machado).

10.05.2017 - Editoriais

Venezuela: caos, bonapartismo e tarefas dos revolucionários

A onda de violência nos embates entre o governo e a oposição se intensifica na Venezuela: com os conflitos da última semana, chegou a 37 o número de mortos na repressão recente aos protestos, tanto pela polícia quanto pelos grupos armados paraestatais sustentados pelo chavismo, conhecidos como “coletivos”. Os feridos já são mais de 700.

07.05.2017 - Editoriais

Prender Lula para virar a página da história!

Nesta quarta-feita, dia 10/05, Lula estará cara a cara com Moro. A esquerda revolucionária deve defender, sem titubear: prisão a Lula e a todos os corruptos!

30.04.2017 - Editoriais

Balanço e perspectivas da paralisação nacional

Sobre o dia 28/04 — dia de paralisação nacional contra os ataques do governo de Michel Temer/ Henrique Meirelles —, cabe destacar elementos positivos e negativos que se manifestaram. Além do correto elogio, é preciso pensar suas fragilidades e limites, para encontrar conscientemente a melhor forma de superá-los.

24.04.2017 - Editoriais

O dia 28 e a tática dos revolucionários

O dia 28 de abril será um dia fundamental de luta e resistência da classe trabalhadora contra as medidas do capital. Será um dia de paralisação de várias e importantes categorias organizadas por todo o país. Será dia de dizer em alto e bom som: não às medidas nefastas de Michel Temer! Não às reformas da previdência e trabalhista! Não ao ataque do capital!

17.04.2017 - Editoriais

A pergunta que Emílio Odebrecht não respondeu

A delação de Emílio Odebrecht mostrou que a burguesia tem representantes muito inteligentes. Emílio, indignado, em protesto, ergueu uma pergunta e conscientemente não a respondeu: “Por que tudo isso vem à tona só agora?” Para o patriarca da Odebrecht, corrupção e propina alimentam o Estado brasileiro há trinta anos, e […]

03.04.2017 - Editoriais

Terceirização e luta de classes

O presidente Temer sancionou na última sexta-feira (31/03) a lei da terceirização. Fê-lo no exato momento em que manifestantes tomavam ruas em várias capitais do país, em protesto contra as reformas de Temer. A que deve tamanha audácia do presidente? Será que as medidas econômicas adotadas por Temer darão tão grande suporte ao Estado burguês brasileiro no futuro próximo?

24.03.2017 - Editoriais

A carne nossa de cada dia

A Operação Carne Fraca desencadeada pela Polícia Federal nesta semana mostrou nos fatos aquilo que Marx já mostrara logo nas vinte primeiras páginas do Capital: que o capital não produz valores-de-uso, coisas úteis e saudáveis para o uso humano, mas que o capital produz capital, valores-de-troca, dinheiro, úteis à ambição inescrupulosa e desmedida do empresário capitalista. Não é necessário ir além destas primeiras vinte páginas de O Capital para se compreender esta lição básica e elementar do marxismo clássico.

21.03.2017 - Editoriais

A futura ditadura de Lula

1. Diluição do sistema político e erguimento de uma figura, Lula, como necessidade lógica; 2. fim do regime do Estado Democrático de Direito (no qual todas as frações burguesas estão representadas) em nome de um regime de Estado mais centralizador e repressor dos menores setores burgueses; ou seja: migração do regime democrático burguês para um regime ditatorial burguês (uma forma mais explícita e direta da ditadura da classe burguesa); 3. criação e mobilização de bandos de combate à classe trabalhadora, a partir da estrutura das burocracias sindicais (CUT, CTB e outros), bem como dos movimentos que trabalham com proletários empobrecidos (MST, MTST e outros), dependentes de políticas do Estado burguês.

20.03.2017 - Editoriais

Unificar a esquerda para vaiar Lula!

A destruição do movimento autônomo dos trabalhadores (que apenas começa a nascer) em nome do lulismo, é uma das piores tragédias que pode ocorrer ao proletariado brasileiro no próximo período histórico

13.03.2017 - Editoriais

Chegamos ao fundo do poço?

A dominação burguesa sobre o Brasil está conduzindo, de forma irresponsável e estúpida, a maioria da população brasileira a uma condição sem saída. Temer e Meirelles afirmam que já saímos do fundo do poço, mas sua inépcia provavelmente nos conduzirá a estouros de enormes conflitos. Há aí uma oportunidade para o proletariado.

06.03.2017 - Editoriais

Às ruas 15 e 26/03 contra as reformas de Temer!

No dia 15 de março haverá uma importante jornada de luta contra a reforma da previdência de Temer. A atividade é produto de uma ação articuladora da CSP-Conlutas, que pressiona demais centrais sindicais. Como insistimos em muitos textos, a unidade geral dos trabalhadores – a frente única de todos os sindicatos – é importante para começar a colocar a classe em movimento, e essa é a condição de qualquer mudança política. Estão corretos os companheiros da CSP-Conlutas que pressionam pela atividade unitária e pelo dia de luta.

13.02.2017 - Editoriais

Por que Moro não prende Lula logo?

Antes de responder a essa questão, é preciso refletir rapidamente sobre a conjuntura nacional; é preciso entender o que se passa em nosso país tanto social quanto politicamente.

06.02.2017 - Editoriais

Sobre a “estabilidade” de Temer

Fatos políticos desta semana parecem demarcar um fortalecimento da burguesia na correlação de forças com a classe trabalhadora brasileira, mas na verdade representam um conjunto cada vez maior de contradições.

23.01.2017 - Editoriais

O discurso de posse de Trump

Trump é um populista-trabalhista, de forte tendência bonapartista (autoritária); é um símbolo do perigo a que a ordem bárbara, degenerada e decadente do capital nos conduz. O mesmo se dá com a ascensão do nacionalismo na Europa. Mas a esquerda que não entender que a base disso tudo é diminuição das condições de vida da classe trabalhadora não entenderá nada.

16.01.2017 - Editoriais

Drogas, presídios, facções, barbárie

Já analisamos outras vezes que o mercado de entorpecentes é um dos mais rentáveis para o capitalismo mundial. O processo de produção dessas mercadorias é muito baixo e simplório. Trata-se, em geral, de plantas processadas. O valor agregado na produção é muito baixo, de tal forma que o preço de uma pequena quantidade de maconha, por exemplo, poderia facilmente ser equiparado ao de um saquinho de orégano. Todavia, justamente por serem proibidas, tais mercadorias tornam-se muito valorosas. Ou seja: a proibição estatal cria condições tais que fazem com que a lei da oferta e da procura incida sobre a lei do valor criando uma deformação valorizadora aberradora.

07.12.2016 - Editoriais

Construir a verdadeira ponte para o futuro!

A crise da economia brasileira e mundial é tamanha que, mesmo a prometida “ponte para o futuro” de Temer, conduzida por um dos principais homens do capital no mundo das finanças, Henrique Meirelles, se mostra uma farsa de incompetentes e fanfarrões. A tão prometida “ponte” virou uma “pinguela”, como admitiu mesmo FHC. A única ponte para o futuro quem pode construir é a classe operária, junto com a vanguarda revolucionária, a partir das reivindicações transitórias citadas acima, as escalas móveis. Elas têm de ser trabalhadas visando à abertura da dualidade de poderes nos locais de trabalho. Essa é a questão chave da conjuntura.

05.12.2016 - Editoriais

O ato de domingo e a vacilação da esquerda

Ainda é possível reverter essa situação. As contradições colocadas são enormes. A esquerda ainda pode ganhar espaço e se construir rapidamente como alternativa. Basta ter coragem, não cometer mais os mesmos erros e intervir. Grupos como o MBL se construíram em um ano mais rapidamente do que a esquerda em vinte anos. Se eles têm dinheiro da burguesia, nós temos a força numérica do proletariado. Se continuarmos assim, vacilando, todavia, a eleição de 2018 apenas chancelará a falência histórica da esquerda brasileira, que afundou com o PT.

01.12.2016 - Editoriais

PSTU e PSOL: ir em bloco dia 4!

O Brasil vive uma crise política e institucional sem paralelo na história recente. Os poderes batem cabeça como não se via há décadas, numa guerra quase declarada. Os congressistas, destruindo o pacote contra corrupção do MPF, rindo de toda a nação, tangenciam o ponto de ruptura das instituições. Renan Calheiros cairá, não sem antes abalar as frágeis instituições.

01.12.2016 - Editoriais

Às ruas contra corruptos e corruptores!

Na semana passada, o Congresso Nacional enojou o país ao costurar um acordo entre as lideranças dos principais partidos burgueses, de PT a PMDB e PSDB, passando por todas as legendas de aluguel, para anistiar a si mesmos do crime de Caixa 2 para campanha eleitoral. Apenas PSOL e REDE não participaram da articulação. Diante disso, grupos pequeno-burgueses de direita convocaram manifestação, tardia, para 4 de dezembro.

23.11.2016 - Editoriais

A nacionalidade do conflito no Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro, como já comentamos muitas vezes, é a melhor expressão dos anos de lulismo no Brasil. Lula e o PT conseguiram, no estado da Guanabara, acabar com todas as oposições (alas opositoras do PMDB, DEM, PSDB, etc.) e fundir toda a política numa geléia geral da corrupção. Claro, para isso foram necessários muito luta e muito dinheiro. Tudo se tornou a instituição do suborno, mas tudo se tornou também — via suborno — escanteamento de adversários.

21.11.2016 - Editoriais

A polícia e o beabá do marxismo

Após lermos os textos de Henrique Canary, do MAIS (leia aqui) e de Simone Ishibashi, do MRT (leia aqui), contrários à greve dos policiais do Rio de Janeiro, pensamos em entrar na polêmica com alguns argumentos. Nesse ínterim, Francisco da Silva publicou um texto, também no site do MAIS, que, quanto à análise da condição dos policiais, nos contemplou bastante (leia aqui). Buscaremos trabalhar alguns elementos que, pensamos, não foram ainda tratados.

14.11.2016 - Editoriais

Trump e o dilema da esquerda mundial

Tanto as análises dos meios de comunicação de grupos burgueses quanto as da maioria das organizações da esquerda socialista já esclareceram, até a exaustão, que Trump conseguiu canalizar o descontentamento de uma expressiva camada da população trabalhadora norte-americana, descontente com as guerras dirigidas por seu país; descontente com o fechamento de fábricas e sua transferência para outros países; descontente, acima de tudo, com a queda acelerada de seu nível de vida nas últimas décadas.

31.10.2016 - Editoriais

Programa de luta contra a PEC

Muito se discute hoje sobre a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241, que agora se chamará, no Senado, PEC 55. Após aprová-la, com folga, na Câmara, o governo pretende aprová-la com urgência no Senado. O texto abaixo faz uma explicação sintética do que é a PEC e, em seguida, uma série de apontamentos sem os quais, pensamos, é impossível lutar de verdade, e até o limite, contra a PEC anunciada por Temer.

19.10.2016 - Editoriais

Como explicar a prisão de Cunha?

Afinal, Cunha não era o grande inimigo do PT, o partido visado pela Lava-Jato? Como é possível que Moro esteja prendendo aquele que (para os petistas) seria um grande aliado seu? Cunha seria aquele que, segundo os petistas, ficaria sempre solto, provando que a Lava-Jato era um golpe reacionário (apoiado pelos EUA) para derrubar o PT. Com a prisão de Cunha, fracassa mais uma vez a tese petista, superficial, do “golpe”.

17.10.2016 - Editoriais

Posição diante da candidatura de Freixo

Crivella foi apoiador dos governos petistas de primeira hora e, em seguida, ministro da Dilma. Crivella é um produto legítimo do fisiologismo lulista. Em seu programa de governo percebe-se o mal-cheiro do improviso. Este caracteriza-se mais pela ausência de qualquer programa, ou seja, pela submissão cega à irracional anarquia capitalista. O programa de Crivella é a expressão da barbárie burguesa atual.

11.10.2016 - Editoriais

PSOL: pior que o PT?

Se o PT foi cada vez mais engrossado por pequeno-burgueses e abandonado pela classe operária, o PSOL, praticamente já nasceu como pequeno-burguês e, assim, totalmente incapaz de enfrentar a grande burguesia e o capital, passando a ser apenas o novo e talvez último bloqueio que resta para a burguesia.

10.10.2016 - Editoriais

Marcelo Freixo e o projeto do PSOL

O MNN tem atuação embrionária no Rio de Janeiro e prefere ainda refletir com mais calma sobre a situação política nessa cidade, antes de assumir um posicionamento no segundo turno eleitoral. O texto a seguir é mais um convite à discussão, à abertura de questões, entre a esquerda revolucionária, a respeito da possível vitória de Marcelo Freixo, do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).

03.10.2016 - Editoriais

O que a vitória de Dória revela?

A vitória de João Dória na maior cidade do país, São Paulo, é analisada como comprovação da tese da “onda conservadora”. Mas será isso verdade? Dória (PSDB) venceu inesperadamente no primeiro turno com 53,29% dos votos. Em primeiro lugar, deve-se notar que João Dória perdeu para o “não voto”. Foram […]

29.09.2016 - Editoriais

Mais magra, mas ainda muito gorda

Hoje, 29 de setembro de 2016, os metalúrgicos do país fazem um dia nacional de paralisação contra as mudanças previstas na Previdência Social e nas leis trabalhistas. Estas são as reivindicações principais, decididas pelas Centrais Sindicais e sindicatos que organizam a categoria. No entanto, um fato é inegável: o que mais […]

26.09.2016 - Editoriais

A esquerda precisa defender a prisão de Lula

Lula agora está totalmente nas mãos do juiz federal de Curitiba, Sérgio Moro. As chances de Lula escapar são muito pequenas. Caso condenado em primeira instância, sua defesa recorrerá à segunda instância. Todavia, isso tende a ser em vão, pois a segunda instância, no caso, é o Tribunal Federal Regional de Porto Alegre, que até o momento confirmou 96% das decisões de Moro a respeito da Lava-Jato.

18.09.2016 - Editoriais

Todos à luta dia 29!

Por iniciativa dos companheiros da CSP-Conlutas, tendo à sua frente o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região/SP, foi articulado com importantes sindicatos metalúrgicos de todo o país um novo dia de paralisação da classe operária: 29 de setembro. Trata-se de um dia de luta contra as medidas que o governo Temer pretende implementar, sobretudo as reformas da previdência e trabalhista.

09.09.2016 - Editoriais

O que é agitação revolucionária nas eleições?

O símbolo do parlamentarismo revolucionário é Karl Liebknecht (na imagem), parlamentar comunista alemão assassinado em 1919, junto com Rosa Luxemburgo, pela polícia do governo social-democrata.

07.09.2016 - Editoriais

Não é hora de vacilar diante do lulismo!

Não é hora de falar que o impeachment foi “trocar seis por meia dúzia”; é hora de abrir espaço para o futuro, junto com as massas, sobretudo com a classe operária. Esse futuro se abrirá e é além do PT. Precisamos ter coragem e frieza pra olhar as coisas, e não nos deixar impressionar.

31.08.2016 - Editoriais

O significado histórico do impeachment

O impeachment é sim a classe burguesa se preparando para atacar mais a classe trabalhadora.

29.08.2016 - Editoriais

Vai tarde!

Dilma Roussef será “impeachmada” no começo desta semana e Temer assumirá. Ainda que para alguns não pareça, Dilma foi derrubada pelas massas da população trabalhadora brasileira.

23.08.2016 - Editoriais

Por que votaremos no PSTU?

Optamos por chamar voto no Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) nestas eleições. O PSTU teve o mérito de ser o único partido de esquerda a defender a queda de Dilma (e mesmo, indiretamente, a prisão de Lula). Isso mostra que esse partido está mais afinado com os anseios da maioria da população trabalhadora (sobretudo da classe operária, nas fábricas); está se preparando para o futuro, e não para repetir a história falida do PT.

22.08.2016 - Editoriais

PSOL, paródia do PT

A tarefa central dos revolucionários hoje no Brasil é impedir que a história se repita como farsa; quebrar esse processo acomodado e confortável em que o bom filho sempre à casa torna. É preciso romper o ciclo vicioso e abrir possibilidades novas, mais arriscadas, desconhecidas, mas que certamente levam a um caminho mais promissor. A “reorganização” da esquerda precisa levar à formação de uma organização de revolucionários, bolcheviques, vinculados à classe operária, inseridos nas principais forças produtivas brasileiras, armada de um programa dialético-transitório, ou não levará a lugar algum.

18.08.2016 - Editoriais

O “poder popular” virtual de Luciana Genro

Nestas eleições o PSOL deverá ter, pela primeira vez, votos expressivos em várias capitais brasileiras. É preciso portanto refletir sobre a possibilidade de chegada ao poder municipal por esse partido.

08.08.2016 - Editoriais

Dia 16: Frente Única contra o capital!

No próximo dia 16/08 ocorrerão paralisações e atos de trabalhadores de empresas privadas e públicas em diversos locais do Brasil. Trata-se de um dia nacional de luta contra as reformas trabalhista e previdenciária.

03.08.2016 - Editoriais

A reorganização da esquerda e o PSTU

A conjuntura nacional e mundial produz hoje uma importante reorganização — ou recriação — da esquerda brasileira. O caso mais relevante, pela dimensão nos padrões atuais da esquerda, é o do PSTU.

06.07.2016 - Editoriais

Solidariedade ao PSTU

A depuração do PSTU é, sem dúvida, um elemento positivo para o movimento da classe operária brasileira e internacional.

04.07.2016 - Editoriais

A crise política e o Estado

Nos últimos meses, a crise política aberta no país tem arranhado mais e mais a imagem do Estado e dos políticos, que aparecem aos olhos da população cada dia mais próximos do que realmente são.

28.06.2016 - Editoriais

Referendo inglês: desastre para os trabalhadores

A iminente saída do Reino Unido da União Europeia não é um fato a ser comemorado pelo movimento internacional da classe trabalhadora na exata medida em que reforça particularismos, provincianismos e o nacionalismo de direita.

13.06.2016 - Editoriais

Novas eleições não!

Nesta conjuntura específica defender novas eleições tende a ser um grande tiro no pé da própria esquerda socialista, com consequências danosas à organização futura da classe trabalhadora.

23.05.2016 - Editoriais

O ânimo das massas e o “Fora Temer”

O governo Temer será um governo de crise permanente. Veja-se o caso Jucá, homem forte do governo. Isso não significa que as massas queiram derrubar este governo já. Há um receio generalizado nas massas de piora rápida e acelerada da situação econômica em caso de ainda maior instabilidade. Por mais que não gostem de Temer, mostram as pesquisas que as massas preferem ou deixá-lo no lugar ou convocar novas eleições. As massas não estão de modo algum erguendo o “Fora Temer”. As exceções são os meios pequeno-burgueses, que até ontem apoiaram Dilma diretamente ou pela “neutralidade” esquerdista.

09.05.2016 - Editoriais

Uma paródia do governo Dilma

Nem começou e o governo Temer já caiu em descrédito. Temer, o vice cuja popularidade chega a 2%, foi condenado na última semana por gastos abusivos em doações eleitorais e é agora considerado “ficha-suja”, inelegível por oito anos. Pela primeira vez na história deste país teremos uma figura sabidamente “ficha-suja” conduzindo a nação.

30.04.2016 - Editoriais

A esquerda diante do governo Temer

À luta, camaradas! Não temer o futuro! Organizar a classe operária com o programa transitório internacionalista!

16.04.2016 - Editoriais

Impeachment sim!

Diante da votação do impeachment, é hora de falar, sem medo e em alto e bom som: Fora Dilma! E mais: é hora de preparar a verdadeira luta contra Temer, que mais cedo ou mais tarde virá com força redobrada. Temer: você é o próximo a cair!

30.03.2016 - Editoriais

Fora Dilma! Temer é o próximo!

Neste momento só um milagre salva o governo Dilma. Quadros importantes do PT (no parlamento ou fora) já jogaram a toalha. Grande parte dos movimentos sociais jogou a toalha.

28.03.2016 - Editoriais

Ouvir a classe operária: fora Dilma e prisão ao Lula!

A verdade está mais uma vez com a classe operária. Esta semana ela desmontou uma farsa montada pelos pelegos sindicais da CUT no ABC, e, para não deixar dúvidas, apontou novamente o caminho para a esquerda socialista nesta conjuntura.

17.03.2016 - Editoriais

O projeto proto-fascista de Lula

Os grampos do telefone pessoal de Lula, divulgados nesta quarta-feira, dia 16/03, revelam que esse senhor não tem apreço algum pela democracia burguesa. Lula não é um democrata-burguês; atacou praticamente todas as instituições democráticas da burguesia: o STF, a Câmara, o Senado, a Procuradoria-Geral da República, o novo Ministro da Justiça, etc. Todos são “frouxos”, “acuados”, com medo da “República de Curitiba”. Para Lula seria preciso um homem de coragem — ele próprio — para enfrentar o descalabro.

14.03.2016 - Editoriais

13/03 e as lições de Lenin para esquerda

Lembremos algumas lições de Lenin sobre uma conjuntura que aponta para uma revolução e como a esquerda revolucionária deve se posicionar nela.

05.03.2016 - Editoriais

Lula na prisão!

Segundo os representantes da PF e do MPF, em coletiva nesta sexta-feira, “há provas concretas” de que o núcleo duro do PT constituiu uma organização criminosa que assaltou as riquezas da Petrobras por anos a fio, em conluio com gigantescas empresas, visando ao fortalecimento e enriquecimento do cartel empresarial de construção civil; à criação de uma máquina partidária capaz de garantir a manutenção do PT e aliados no poder; e ao enriquecimento pessoal ilícito de diversos políticos.

29.02.2016 - Editoriais

Nos 36 anos do PT…

Nos 36 anos do PT, a melhor conclusão que se pode tirar é a de que a classe trabalhadora precisa construir outro partido político, completamente diferente do PT.

23.02.2016 - Editoriais

Aspectos da crise econômica e política no Brasil

Os acontecimentos políticos posteriores a março de 2015 diluíram o descontentamento, ou turvaram o caminho da conjuntura. Isso ocorreu porque a verdade iluminada pelo descontentamento da classe trabalhadora no início de 2015 não teve consequência. Essa verdade não foi pega e trabalhada (cultivada) pela vanguarda organizada da classe trabalhadora e, por isso, não foi mantida manifesta; ela refluiu e se escondeu, obscurecendo o caminho.

11.02.2016 - Editoriais

O impacto da crise mundial sobre o Brasil

Em momentos de crise a verdade do sistema é revelada: o capital é obrigado a reconhecer, mesmo indiretamente, a toxidez financeira sobre a qual se eleva e, por outro lado, impõe-se a racionalidade da lei do valor-trabalho contida nas mercadorias.

01.02.2016 - Editoriais

O abismo da crise mundial

Em todo o mundo assiste-se a um processo de crise da burguesia enquanto classe, econômica e politicamente. Ele tem assumido um caráter agudo nos últimos dias, graças ao derretimento acelerado da economia capitalista mundial. O mês de janeiro registrou a maior queda nas principais bolsas de valores mundiais desde o estouro da crise econômica em 2007-2008.

18.01.2016 - Editoriais

O “retorno” da crise de 2008

O que o retorno agudo da crise guarda hoje para a classe trabalhadora? Sabe-se que a sabedoria chinesa expressa a noção de crise por dois ideogramas: um é referente à ideia de “risco”, o outro à de “oportunidade”.

12.01.2016 - Editoriais

O reaparecimento das condições para a transição socialista

É célebre a máxima: as condições para transição socialista não estão apenas maduras, elas começam a apodrecer. Hoje, após longo período de encobrimento, tais condições começam a reaparecer como necessidade histórica, à medida que a racionalidade da classe trabalhadora se impõe.

06.12.2015 - Editoriais

A hora da estrela

Acolhido o pedido de impeachment por Eduardo Cunha, é grande a possibilidade de tornar-se uma bola de neve implacável contra Dilma Rousseff. O PT fez um cálculo político arriscado; percebeu que se seguisse nas mãos de Cunha seria obrigado a enfrentar o impeachment amanhã, da mesma forma, mas em condições ainda piores.

29.11.2015 - Editoriais

Nunca antes na história deste país…

Um senador foi preso no exercício de sua função. O petista Delcídio do Amaral é símbolo dos tempos agudos e extraordinários que atravessamos. No áudio que o derrubou ninguém escapou: toda a fina flor da lamacenta política nacional apareceu associada a um projeto de uso privado do Estado.

16.11.2015 - Editoriais

Bem-vindos à barbárie do capital

O atentado fundamentalista em Paris; o estouro das barragens da Samarco-Vale; a crise hídrica no sudeste brasileiro; as regiões das grandes cidades controladas por “Estados” paralelos — esses são, infelizmente, poucos exemplos da barbárie em que já nos encontramos. Na verdade, convivemos com altos graus de barbárie, a naturalizamos e, paradoxalmente, a consideramos um risco vindouro, não presente. É preciso dar a dimensão histórica do que se passa.

10.11.2015 - Editoriais

Com a vanguarda operária ou com os lulistas?

Os petroleiros de base da Petrobras mostram o caminho para a esquerda. Nos mais de 10 dias de greve, têm enfrentado suas direções conciliadoras (sobretudo ligadas à CUT), os fura-greves da administração, o engodo da direção da estatal, as repressões policiais e o cerco de silêncio da grande mídia. Ainda assim, seguem resistindo como podem: são mais de 11 refinarias e 58 unidades marítimas paralisadas. Segundo dados dos grevistas, quase metade da produção de petróleo teve de ser paralisada para que a voz do peão fosse ouvida. A greve nacional dos petroleiros é um fator muito importante para o conjunto da classe trabalhadora brasileira, dada a centralidade do setor energético na economia capitalista. Saudamos essa importante luta!

03.11.2015 - Editoriais

Lições (para a esquerda) da eleição Argentina

À medida que a classe trabalhadora entrar em movimento no continente, pressionará ainda mais pelas experiências de unidade. Saudamos, do Brasil, a classe trabalhadora argentina que se esforça para superar suas próprias limitações e construir suas ferramentas de luta para resistir contra os ataques do capital!

26.10.2015 - Editoriais

Lulismo e “Fora Dilma”

A despeito das análises que tomam o “lulismo” como consumado, esse fenômeno ainda não surgiu propriamente. Os elementos para que surja, é verdade, existem. Na tradição latinoamericana, em geral, aplica-se o -ismo a governos que negam a institucionalidade democrático-burguesa. São governos de caudilhos, mais ou menos arbitrários, autoritários e autocráticos. Fala-se, por exemplo, de “populismo” e lembra-se, em geral, do varguismo e do peronismo (para ficarmos nos casos mais conhecidos no nosso continente).

02.10.2015 - Editoriais

O único programa contra a crise

Cria-se no Brasil, estruturalmente, de forma decisiva e talvez sem volta, uma geração sem futuro e sem perspectivas. Os índices de inadimplência, miséria, mendicância, bem como de doenças associadas ao desemprego e à improdutividade, como depressão e suicídios, já dispararam e tendem a ter um novo influxo.

19.08.2015 - Editoriais

A crise e a luta dos trabalhadores

De toda a mise-en-scène do dia 16, fica a impressão de um governo desmoralizado, de uma oposição dos partidos burgueses que não sabe o que fazer e de uma massa que vaga à deriva. Entretanto, não se pode desprezar que mais de meio milhão de pessoas tenham saído às ruas em todo o Brasil, com maior ênfase em São Paulo, Rio e Brasília. Está claro que, apesar da geléia geral, o “Fora Dilma” e a revolta contra a corrupção são os elementos agregadores.

04.08.2015 - Editoriais

Como derrotar Dilma e o PT?

A combinação da crise das instituições burguesas com a crise econômica tem colocado os governos dos mais diversos partidos e o Congresso Nacional numa situação limite. Além do profundo desgaste provocado pelos escândalos de corrupção, os governos e o Congresso têm sido obrigados a desvelar seu caráter de classe, ao atacar os direitos dos trabalhadores em nome da continuidade do pagamento da dívida pública aos credores capitalistas.

29.07.2015 - Editoriais

PT e PSDB juntos outra vez

Durante esta semana, em meio ao aprofundamento das denúncias da Operação Lava-jato, foi noticiado que setores do PT estariam dispostos a iniciar um diálogo com o PSDB.

21.07.2015 - Editoriais

Fora Cunha!

Acuado pela acusação de que recebeu US$ 5 milhões em propina do esquema de corrupção da Petrobras, o presidente da Câmara dos Deputados, terceiro nome na linha de sucessão presidencial, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) anunciou na sexta-feira passada sua ruptura com o governo Dilma, sinalizando que um novo período de turbulência vem pela frente na já profunda crise da política nacional.

12.07.2015 - Editoriais

A tática da burguesia e a dos trabalhadores no “impeachment”

A saída do PT do governo, ao favorecer a luta autônoma da classe trabalhadora, é hoje uma tática para acelerar o reagrupamento da esquerda revolucionária em torno de um novo projeto, ou melhor, em torno do velho projeto marxista da dualidade de poder.

07.07.2015 - Editoriais

Grécia: vitória do “não” e crise programática da esquerda

Foi sem dúvida importante a resposta da população grega ao referendo chamado pelo governo Syriza neste domingo, 5 de julho. O “não” expresso pela população significa “não aguentamos mais a destruição do nosso nível de vida e queremos mudança”.

30.06.2015 - Editoriais

PPE de Dilma: defesa do emprego ou do lucro dos patrões?

O governo Dilma prepara o lançamento do PPE, o chamado Plano de Proteção ao Emprego, que prevê a diminuição de 30% da jornada de trabalho com igual diminuição dos salários. Isso significa dividir as nefastas consequências da crise econômica entre todos os trabalhadores empregados, livrando, assim, os capitalistas.

18.06.2015 - Editoriais

A “carta” lulista do V congresso do PT

O V Congresso do Partido dos Trabalhadores foi absolutamente bem sucedido na finalidade para o qual foi realmente marcado: aprovou a proposta pela formação de uma coalizão ampla, uma frente de “esquerda” que dê base ao Lula-2018. Esse é o núcleo da chamada “Carta de Salvador”, aprovada. É sobre essa proposta de “Frente Ampla” que falaremos aqui.

09.06.2015 - Editoriais

Reforma política: ataque às liberdades democráticas!

Neste momento de crise profunda, não é possível manter ilusões de que pequenas reformas são possíveis. Os grandes partidos da burguesia conduziram o país a este estado de caos e nada os fará abandonar o poder até a completa bancarrota. Assim, novos ataques serão desferidos contra a classe trabalhadora e seus partidos. Compactuar, ignorar ou apelar para o “salve-se quem puder” é uma atitude que deve ser rejeitada por todos aqueles que esperam, algum dia, ver o Brasil livre da miséria de nossos dias presentes.

16.09.2013 - Editoriais

O (pseudo) legado de Gushiken

A trajetória política de Gushiken não pode servir de guia para as gerações futuras. A atual geração, que organizou manifestações de massa há muito esquecidas, saberá, sem dúvida, escolher seus ídolos. Entre eles não estarão, certamente, Gushiken e seus companheiros.