Transição Socialista
   

Marx


13.02.2017 - Editoriais

Por que Moro não prende Lula logo?

Antes de responder a essa questão, é preciso refletir rapidamente sobre a conjuntura nacional; é preciso entender o que se passa em nosso país tanto social quanto politicamente.


31.10.2016 - Editoriais

Programa de luta contra a PEC

Muito se discute hoje sobre a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241, que agora se chamará, no Senado, PEC 55. Após aprová-la, com folga, na Câmara, o governo pretende aprová-la com urgência no Senado. O texto abaixo faz uma explicação sintética do que é a PEC e, em seguida, uma série de apontamentos sem os quais, pensamos, é impossível lutar de verdade, e até o limite, contra a PEC anunciada por Temer.


17.10.2016 - Editoriais

Posição diante da candidatura de Freixo

Crivella foi apoiador dos governos petistas de primeira hora e, em seguida, ministro da Dilma. Crivella é um produto legítimo do fisiologismo lulista. Em seu programa de governo percebe-se o mal-cheiro do improviso. Este caracteriza-se mais pela ausência de qualquer programa, ou seja, pela submissão cega à irracional anarquia capitalista. O programa de Crivella é a expressão da barbárie burguesa atual.


17.07.2016 - Produções teóricas

Lançamento de livro de H. Benoit e J. Antunes + Palestra

Acaba de ser publicado o livro “O problema da crise capitalista em O capital de Marx” (Paco Editorial, 212 p.), dos professores Dr. Hector Benoit (Filosofia/UNICAMP) e Dr. Jadir Antunes (Economia/UNIOESTE). A obra — que conta com apresentação do prof. Dr. Plínio de Arruda Sampaio Jr. (Economia/UNICAMP) — busca compreender a crise da economia capitalista à luz da dialética revolucionária de “O capital” de Karl Marx.


04.07.2016 - Editoriais

A crise política e o Estado

Nos últimos meses, a crise política aberta no país tem arranhado mais e mais a imagem do Estado e dos políticos, que aparecem aos olhos da população cada dia mais próximos do que realmente são.


30.04.2016 - Editoriais

A esquerda diante do governo Temer

À luta, camaradas! Não temer o futuro! Organizar a classe operária com o programa transitório internacionalista!


26.10.2015 - Editoriais

Lulismo e “Fora Dilma”

A despeito das análises que tomam o “lulismo” como consumado, esse fenômeno ainda não surgiu propriamente. Os elementos para que surja, é verdade, existem. Na tradição latinoamericana, em geral, aplica-se o -ismo a governos que negam a institucionalidade democrático-burguesa. São governos de caudilhos, mais ou menos arbitrários, autoritários e autocráticos. Fala-se, por exemplo, de “populismo” e lembra-se, em geral, do varguismo e do peronismo (para ficarmos nos casos mais conhecidos no nosso continente).


01.08.2009 - Revista Maisvalia

Revista Maisvalia6

A revista Maisvalia foi uma publicação quadrimestral, que começou a ser lançada em 2007 e durou até 2010, totalizando 9 números. Por conter artigos de grande valor, publicaremos o arquivo digital da revista nesta e nas próximas semanas.


28.04.2009 - Revista Maisvalia

Revista Maisvalia5

A revista Maisvalia foi uma publicação quadrimestral, que começou a ser lançada em 2007 e durou até 2010, totalizando 9 números. Por conter artigos de grande valor, publicaremos o arquivo digital da revista nesta e nas próximas semanas.


15.10.2007 - Produções teóricas

O negativo em Marx

Publicamos importante texto do prof. Hector Benoit sobre o conceito de negativo em Marx, fundamental para suas análises políticas, filosóficas, econômicas e históricas, e cujos antecedentes na filosofia se localizam em Platão. Em Marx como no filósofo grego, a categoria de não-ser não se confunde com o nada nem pode ser gerada a partir dele (como acontece em Hegel), mas é utilizada como antítese, ou seja, sempre como uma relação contraditória entre dois gêneros: nas palavras de Hector, “o negativo em Marx não é nenhuma categoria metafísica, mas sim, uma região antitética e contraditória determinada, aquela do transpassar histórico da luta de classes.”