Transição Socialista

stalinismo


13.04.2021 - Destaque

Marx, o stalinismo e a história

Publicamos artigo do prof. Jair Antunes sobre a polêmica envolvida em torno do conceito de modo de produção asiático: estabelecido por Marx em textos como “Formas que precederam a produção capitalista”, parte dos Grundrisse, para compreender “a mais geral das formas de sociedade que teria surgido após as primeiras formações comunitárias”, ele seria posteriormente abandonado pela histografia soviética dos anos 1930 nos seus esforços de enquadrar a evolução de todas as sociedades em um esquema de desenvolvimento histórico segundo o qual toda e qualquer sociedade deveria, internamente, passar por uma evolução linear dos seus modos de produção que iria do comunismo primitivo até o socialismo.


04.02.2021 - Editoriais Produções teóricas

O outubro alemão: a revolução perdida de 1923

Peter Schwarz Este artigo, publicado em três partes no wsws.org, é baseado numa palestra apresentada no verão de 2007. Em 1923, uma situação revolucionária extremamente favorável se desenvolveu na Alemanha. Em 21 de dezembro, o Partido Comunista Alemão (KPD), em estreita colaboração com a Internacional Comunista (Comintern ou, ainda, III […]


20.01.2021 - Editoriais Produções teóricas

Lukács e a práxis revolucionária

Publicamos texto do prof. Fernando Dillenburg a respeito da trajetória do filósofo húngaro Georg Lucáks, que possui uma forte influência na esquerda brasileira. Em um exame crítico da trajetória política e teórica de Lucáks – que, em se tratando de um marxista, precisam ser pensadas de maneira indissociável –, Dillenburg mostra como seu caráter errático, que teve fases de idealismo romântico e até de esquerdismo, para afinal assentir com muitas concepções stalinistas, culminou em uma “solução” contrária à todo o espírito do marxismo: o abandono da atividade política.


06.06.2019 - Produções teóricas

Tese 2: Sobre a “geopolítica” mundial [Congresso TS]

O texto a seguir é a segunda tese do II Congresso da Transição Socialista, realizado em março de 2019. As notas de rodapé estão ao final do texto.


13.06.2018 - Conjuntura Editoriais

Venda da Embraer: exploração ou exploitation?

O palavrório sobre o suposto caráter nacional da Embraer é uma desculpa para capitular a uma política nacionalista de tipo pequeno-burguês, que quebra a independência da classe operária.


01.08.2017 - Editoriais

Abaixo o golpe de Maduro na Venezuela!

O Congresso venezuelano está praticamente fechado, já há mais de 3500 presos políticos e mais de 120 mortos pelas mãos do regime de Maduro e de suas milícias para-estatais. Oposição silenciada, à esquerda e à “direita” (para usar as palavras dos chavistas). No domingo, 30/07, realizaram-se as eleições para a constituinte farsesca que deve servir para garantir o controle do Estado burguês nas mãos da burocracia chavista. Como já havíamos notado na conjuntura brasileira (no caso do impeachment da Dilma), a suposta “esquerda” que vergonhosamente ainda apoia Maduro desaprendeu a definir um golpe e uma ditadura.


14.11.2016 - Editoriais

Trump e o dilema da esquerda mundial

Tanto as análises dos meios de comunicação de grupos burgueses quanto as da maioria das organizações da esquerda socialista já esclareceram, até a exaustão, que Trump conseguiu canalizar o descontentamento de uma expressiva camada da população trabalhadora norte-americana, descontente com as guerras dirigidas por seu país; descontente com o fechamento de fábricas e sua transferência para outros países; descontente, acima de tudo, com a queda acelerada de seu nível de vida nas últimas décadas.


01.07.2010 - Revista Maisvalia

Revista Maisvalia 8

A revista Maisvalia foi uma publicação quadrimestral, que começou a ser lançada em 2007 e durou até 2010, totalizando 9 números. Por conter artigos de grande valor, publicaremos o arquivo digital da revista nesta e nas próximas semanas. REVISTA MAISVALIA 8Abril – Julho 2010 BAIXE O PDF AQUI:mv8 EDITORIAL A LONGA GREVE […]


02.08.2008 - Centro de Formação Negação da Negação Produções teóricas

Uma carta aberta aos trotskistas do mundo inteiro

No dia 21 de agosto de 1940, morria Trotsky, depois do ataque de um agente da burocracia estalinista. Seu legado, porém, segue vivo, fecundando a atuação dos revolucionários sinceros. Publicamos hoje um dos documentos mais potentes do trotskismo ortodoxo, a carta de James Cannon de 1953, na luta pela preservação da IV Internacional contra o revisionismo sem princípios.


11.12.2006 - Produções teóricas

Lições do golpe de 1973 no Chile

Texto do antigo Comitê Internacional da Quarta Internacional, escrito em 18 de Setembro de 1973 1. Introdução Relembramos agora os eventos que levaram o general chileno Augusto Pinochet ao poder em 1973. O golpe no Chile foi um dos episódios mais trágicos que resultaram das ações do stalinismo e do […]